sábado, 7 de dezembro de 2013

REFLEXÃO SEDRAH 139 - EM TEHILIM/SALMOS 139 (O PRESCRUTAR DO CORAÇÃO)

por Yossef Michael

A Sedrah desta semana apresenta o Tehilim/Salmo 139 e gostaria de olhar com bastante atenção logo para os primeiros passukim/versículos:
TehilimSalmos 139:1-2, “Ao mestre do canto, um salmo de David. Ó Eterno, Tu perscrutas meu íntimo e me conheces totalmente. Sabes quando me sento ou levanto e antecipas meu pensamento onde quer que eu esteja”.
A tradução da ACRF nos traz, “SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento”.
Particularmente, acredito que, ainda que as duas traduções sejam perfeitamente possíveis, a segunda perde um pouco da dimensão que o hebraico nos oferece. Para isto, vamos analisar a expressão “perscrutas meu íntimo”, no hebraico "hakartani", proveniente da raiz "chakar"
Vamos a algumas passagens onde encontramos esta raiz, "chakar"
Yiov/Jó 36:26, “Eis que El é grande, e nós não O compreendemos, e o número dos Seus anos não se pode esquadrinhar (cheker)”;
Mishlei/Provérbios 25:3, “Os céus, pela altura, e a terra, pela profundidade, assim o coração dos reis é insondável (cheker)”;
Yeshaiyahu/Isaías 40:28, “Não sabes, não ouviste que o eterno Elohim, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem Se cansa nem Se fatiga? É inescrutável (cheker) o Seu entendimento”;
Yirmiyahu/Jeremias 17:10, “Eu, o Senhor, esquadrinho (choker) o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações”.
Com base nestas e em outras passagens fica bastante claro que em Tehilim/Salmos 139, que o Eterno "investiga minuciosamente nosso íntimo", algo que somente Ele pode fazê-lo, daí a referência a inescrutável e esquadrinhar.
inescrutável 
i.nes.cru.tá.vel 
adj (in+escrutável) 1 Que não se pode pesquisar ou investigar. 2 Que não se pode indagar. 3 Impenetrável, imperscrutável.
esquadrinhar 
es.qua.dri.nhar 
(lat vulg *scrutiniare) vtd 1 Examinar com atenção e minúcia: Seria curioso esquadrinhar esse caso. 2 Investigar, pesquisar. 3 Estudar, analisar (os astros, os segredos da natureza etc.). 4 Vigiar. 5 Procurar. Var: escoldrinhar, desquadrinhar.
Com base nisto, gostaria de me aprofundar um pouco na análise de uma das passagens, especificamente, a de Yirmiyahu/Jeremias. 
Vejamos o contexto em que ela está inserida: 
Yirmiyahu/Jeremias 17:1-3, “O pecado de Yehudah/Judá está escrito com um ponteiro de ferro, com ponta de diamante, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos vossos altares. Como também seus filhos se lembram dos seus altares, e dos seus bosques, junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros, Ó Meu monte, no campo, a tua riqueza e todos os teus tesouros, darei por presa, como também os teus altos, por causa do pecado, em todos os teus termos”.
Em seguida o profeta nos fala que, por conta disto, os filhos de Yehudah/Judá seriam privados de sua herança e viveriam subjugados por seus inimigos, pois sua confiança estava em homens e não no Eterno! 
E agora vem nossa passagem, Yirmiyahu/Jeremias 17:7-10, “Bendito o homem que confia no Eterno, e cuja confiança é o Eterno. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto. Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o Eterno, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações”.
Vemos que o Eterno esquadrinha (choker) nossos corações e encontra, assim, aqueles que nEle confiam, ou seja, os justos e por isso conhece nossos caminhos e nos dá segundo Sua Vontade. Até aqui, francamente, nada de novo. Creio que já compreendemos isto de forma bem tranquila através de outros numerosos estudos. O que me chamou a atenção foi o que vem a seguir, senão vejamos. O profeta fala acerca daqueles que se “desviaram”, em cujos corações o Eterno encontrou toda sorte de desvios e transgressões e do que lhes aconteceria no grande e temível dia.
Quando confrontado por eles, o profeta anuncia que Lhe é fiel e que Sua Palavra, Sua Torah, não se aparta de sua boca e clama ao Eterno para que o ouça, Yirmiyahu 17:18, “Envergonhem-se os que me perseguem, e não me envergonhe eu; assombrem-se eles, e não me assombre eu; traze sobre eles o dia do mal, e destrói-os com dobrada destruição”.
Qual foi a resposta do Eterno ao profeta Yirmiyahu/Jeremias???
Yirmiyahu/Jeremias 17:24-27, “Mas se vós diligentemente Me ouvirdes, diz o Eterno, não introduzindo cargas pelas portas desta cidade no dia de Shabat, e santificardes o dia de Shabat, não fazendo nele obra alguma, então entrarão pelas portas desta cidade reis e príncipes, que se assentem sobre o trono de David, andando em carros e em cavalos; e eles e seus príncipes, os homens de Yehudah/Judá, e os moradores de Yerushalayim/Jerusalém; e esta cidade será habitada para sempre. E virão das cidades de Yehudah/Judá, e dos arredores de Yerushalayim/Jerusalém, e da terra de Binyamin/Benjamim, e das planícies, e das montanhas, e do sul, trazendo holocaustos, e sacrifícios, e ofertas de alimentos, e incenso, trazendo também sacrifícios de louvores à casa do Eterno. Mas, se não Me ouvirdes, para santificardes o dia de Shabat, e para não trazerdes carga alguma, quando entrardes pelas portas de Yerushalayim/Jerusalém no dia de Shabat, então acenderei fogo nas suas portas, o qual consumirá os palácios de Yerushalayim/Jerusalém, e não se apagará”.
Como podemos ver, a resposta do Criador é “para tudo e se lembra de guardar o meu Shabat!!!”. 
Simples desta forma... Lembra-te da Aliança que foi estabelecida com nossos pais, Avraham, YIts’chak e Ya’akov e nada mais... Isto é suficiente para que o Eterno saiba o que realmente está em nossos corações... A Torah é prática!!! A prática de uma fé despojada de sandices, acréscimos ou jugos de homens é assim, simples... Ele perscruta o inescrutável e esquadrinha nossos corações... O que lá será encontrado depende apenas de nós e da disposição em vivermos conforme Sua Vontade, Sua Torah!!!
Assim foi conosco, um dia fomos convidados a começarmos nossa caminhada e o Shabat, sem qualquer sombra de dúvidas, foi o primeiro passo a ser dado em nossa Teshuvah. Teshuvah sem guardar o Shabat é apenas um travestir-se de algo que, honestamente, pouco importa ao Criador...
Devarim/Deuteronômio 5:12-15, “Guarda o dia de Shabat, para o santificar, como te ordenou o Eterno teu Elohim. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho. Mas o sétimo dia é o sábado do Eterno teu Elohim; não farás nenhum trabalho nele, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro que está dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu; Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o Eterno teu Elohim te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o Eterno teu Elohim te ordenou que guardasses o dia de Shabat”.
O Tehilim/Salmo 139 é maravilhoso, uma verdadeira poesia de reconhecimento à majestade do Criador... Tehilim/Salmos 139:22-23, “Analisa-me, ó Eterno! Perscruta meu coração, testa-me e esquadrinha meus pensamentos. E se vires em mim um mau caminho, guia-me ao caminho certo”.
Shabat Shalom!!!
Chazak, Chazak Venit Chazek!!!
Força, força e que sejamos fortalecidos!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário