sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

CICLO TRIENAL - SEDRAH 140 (Semana de 08 a 14 de dezembro/2013)

(Shabat Shalom)
Torah: Devarim/Deuteronômio 22:6 - 24:4
Tema: A construção do parapeito e outras recomendações; Exclusão da Assembléia e outras leis; Instruções sobre o Guet/carta de Divórcio
Haftarah: Yirmiyahu/Jeremias 2 e 3; Yechesk'El/Ezequiel 9 e 23 
Tema(s): Yisra'El abandona o Eterno; A infidelidade dos Yisra'elim; A morte dos Idólatras; As duas irmãs e a má conduta
Shirim U’Chochmah: Shir HaShirim/Cântico dos cânticos 8:5-14
Tema: A excelência do amor
Shir Mizmor: Tehilim/Salmos 140
Tema: A proteção do aflito está no Eterno

TORAH
Devarim/Deuteronômio 22:
6Se pelo teu caminho encontrares um ninho de pássaros, numa árvore ou no chão, com filhotes ou ovos e a mãe sobre os filhotes ou sobre os ovos, não tomarás a mãe que está sobre os filhotes; 7deves primeiro deixar a mãe partir em liberdade, depois pegarás os filhotes, para que tudo te vá bem e prolongues os teus dias de alegria sobre a terra. 8Quando edificares uma casa nova, farás um parapeito em torno do terraço, para que não tragas sobre a tua casa a culpa pelo derramamento de sangue inocente, caso alguém caia do terraço. 9Não semearás em tua vinha dois tipos de semente; a fim de evitar que a vinha inteira seja confiscada pelo santuário, tanto a semente que semeaste como o fruto da vinha sejam consagrados. 10Não submeterás um boi e um jumento ao mesmo jugo para arar a terra! 11Também não usarás roupas com fios de lã e de linho misturados no mesmo tecido. 12Afixarás pingentes nas quatro pontas da capa que costumas vestir. 13Se um homem casar-se e, depois de ter tido relações sexuais com sua esposa, rejeitá-la, 14e difamá-la, falando palavras mentirosas contra ela, como: ‘Casei-me com esta mulher mas, quando me cheguei a ela, não encontrei os sinais da sua virgindade!’, 15o pai e a mãe da moça tomarão as provas da sua virgindade e as levarão aos anciãos e líderes da comunidade, junto à porta da cidade. 16Então o pai da moça testemunhará diante dos líderes: “Dei minha filha como esposa a este homem, mas ele a rejeita. 17Ele também a tem caluniado e humilhado, alegando: ‘Não encontrei os sinais da virgindade em tua filha!’ Mas eis aqui os lençóis do casal, manchados de sangue, provas de que minha filha casou virgem!”, e estenderão o lençol diante dos anciãos da cidade. 18Os anciãos da cidade tomarão o homem difamador e o castigarão. 19Aplicarão a ele a multa de cem peças de prata, que serão dadas ao pai da moça, pois aquele homem muito prejudicou a reputação de uma virgem israelita. E o tal homem não poderá divorciar-se dela enquanto viver! 20Entretanto, se a denúncia proceder e for verdadeira, se não acharem qualquer prova da virgindade da moça,21conduzirão a jovem até a porta da casa do seu pai e os homens da cidade a apedrejarão até que não lhe reste mais qualquer sopro de vida, porquanto ela cometeu uma infâmia em Israel, desonrando a própria casa do seu pai. É dessa maneira que eliminarás o mal do meio do teu povo, ó Israel! 22Se um homem for pego em flagrante deitado com a mulher de outro, os dois deverão pagar por esse delito com pena de morte, o homem e a mulher com quem se deitou. Desse modo extirparás o mal do meio do teu povo, ó Israel. 23Se numa cidade um homem se encontrar com uma moça prometida em casamento e, seduzindo-a, deitar-se com ela, 24trareis ambos à porta da cidade e os apedrejareis até que morram: a jovem por não ter gritado por socorro na cidade, e o homem por haver seduzido e abusado da mulher do seu próximo. É assim que acabarás com o mal que campeia no meio do teu povo, ó Israel. 25Contudo, se foi no campo que o tal homem forçou a moça a se deitar com ele, então somente esse homem maldoso morrerá; 26nada farás à moça, porquanto ela não tem pecado algum que mereça a pena de morte. Esse caso é semelhante ao daquele que ataca e mata o seu próximo: 27ele a surpreendeu no campo, e a jovem prometida pode ter gritado por socorro, sem que houvesse alguém que a pudesse ouvir e salvar. 28Se um homem se encontrar com uma moça virgem sem compromisso de casamento e a violentar, e eles forem descobertos, 29ele pagará ao pai da moça cinquenta peças de prata e terá de casar-se com a moça, uma vez que abusou dela. Esse homem não poderá repudiá-la durante toda a sua vida! 30Nenhum homem terá relações sexuais com nenhuma das mulheres do seu pai, pois isso desonraria a cama de seu genitor.

Devarim/Deuteronômio 23:
1Nenhum homem castrado, que tenha esmagado os testículos, ou amputado o órgão genital poderá fazer parte do povo de YHWH, o SENHOR. 2Nenhum filho bastardo, nascido de união ilícita, fará parte da congregação do Eterno; e seus descendentes também não poderão entrar na assembleia do SENHOR até a décima geração.3Nenhum amonita ou moabita, até a décima geração, fará parte do povo de Elohim, o SENHOR. Eles deverão permanecer de fora, 4pois não foram ao vosso encontro com pão e água quando caminháveis após a saída do Egito, e porque subornaram Bilam ben Beor; Balaão, filho de Beor, para vir de Petor em Aram Naharáim, Mesopotâmia, com o propósito de proferir maldição contra o teu povo. 5Entretanto, YHWH, o teu Elohim, não quis dar ouvidos a Balaão, e o SENHOR, teu Elohim, transformou a maldição em bênção a teu favor, pois YHWH, teu Elohim, te ama! 6Portanto, enquanto viveres, jamais favoreças ou estabeleças um tratado de amizade com esses povos pagãos. 7Contudo, não rejeites o edomita, pois esse é teu irmão. Não abomines o egípcio, porque foste um estrangeiro em sua terra. 8Na terceira geração seus descendentes terão acesso à assembleia de YHWH. 9Quando tiveres saído para acampar contra os teus inimigos, procura guardar-te de todo mal. 10Se um de teus homens tornou-se cerimonialmente impuro por causa da perda de esperma, deverá sair do acampamento ao raiar do dia. 11Ao cair da tarde ele se banhará em água limpa e, ao pôr do sol, poderá retornar ao acampamento. 12Deverás prover um lugar fora do arraial para as tuas necessidades fisiológicas. 13Como parte do teu equipamento, tende também uma pá, e quando evacuares, faze um buraco e cobre totalmente as fezes.14Porquanto o SENHOR, teu Elohim, caminha pelo acampamento a fim de te proteger e para entregar os inimigos em tuas mãos. Assim, teu arraial deve ser santo, para que YHWH não contemple em ti algo de inconveniente e por isso te volte as costas. 15Quando um escravo fugir do seu senhor e se refugiar em tua casa, não o entregues de volta ao seu dono;16permite-lhe viver entre tua comunidade pelo tempo que lhe aprouver e em qualquer cidade que ele escolher para morar. Não o oprimas! 17Nenhum filho de Israel, homem ou mulher, poderá entregar seu corpo à prostituição nos templos pagãos! 18Não trarás salário de prostituta nem dinheiro de cão à Casa do Eterno, teu Elohim, a fim de pagar algum voto, porquantoYHWH, o teu Elohim, por ambos tem repugnância. 19Não emprestes ao teu irmão israelita cobrando juros, quer se trate de empréstimo de dinheiro, quer de alimentos, ou de qualquer outra coisa que possa render lucro financeiro. 20Entretanto, poderás fazer empréstimos cobrando juros do comerciante estrangeiro, mas não do teu irmão israelita, para que o SENHOR, teu Elohim, abençoe todo empreendimento da tua boa mão na terra que estás herdando para dela tomares posse. 21Quando fizeres uma promessa ao SENHOR, teu Elohim, não tardes em cumpri-la, pois YHWH, teu Elohim, exige que um voto feito seja cumprido; e é pecado deixar de realizar aquilo que se prometeu a Ele! 22Sendo assim, se te absténs de promessas e votos, não haverá como seres culpado desse pecado! 23Contudo, faze todo o empenho para cumprires tudo o que teus lábios prometerem, considerando que com tua própria boca ofereceste voluntariamente tua palavra e teu voto a YHWH, teu Elohim. 24Quando entrares na vinha do teu próximo poderás comer à vontade, até ficares saciado, todavia nada acumules ou transportes em teu cesto. 25Quando entrares na plantação de trigo do teu próximo poderás colher as espigas com a mão, mas não uses a foice para ceifar o trigo do teu próximo!

Devarim/Deuteronômio 24:
1Quando um homem tiver esposado uma mulher e formalizado o matrimônio, mas pouco tempo depois descobrir nela algo que ele reprove e por isso deixar de querê-la como esposa, ele poderá dar à sua mulher uma certidão de divórcio e mandá-la embora. 2Entretanto, se depois de partir de casa, ela se tornar esposa de outro homem, 3e este vier a não gostar mais dela também, igualmente lhe dará certidão de divórcio, e a mandará embora. Ou se o segundo marido morrer, 4o primeiro, que se divorciou dela, não poderá casar-se com ela novamente, visto que é considerada cerimonialmente impura para ele. Casar de novo com ela seria uma ofensa abominável contra Elohim, o SENHOR. Portanto, não permitas que se cometa um pecado tão grave assim na terra que YHWH, teu Elohim, te está entregando como herança!

HAFTARAH
Yirmiyahu/Jeremias 2:
1Eis que a mim chegou a Palavra de YHWH ordenando: 2“Vai e proclama aos ouvidos de todos em Jerusalém o seguinte: ‘Eu me recordo bem do teu profundo e leal amor como minha noiva nos tempos da tua juventude; como recém-casados, estavas apaixonada por mim e me seguias pelo deserto, por terras áridas e ainda não semeadas.
3Ora, Israel, meu povo era sagrado para com YHWH como as primícias de sua colheita; todos aqueles que se atreviam a devorá-los eram considerados agressores e culpados, e, portanto, a desgraça os perseguia até puni-los!” Palavra do SENHOR. 4Portanto, ouvi a Palavra de YHWH, ó Casa de Jacó, todos os clãs da comunidade de Israel. 5Assim diz o SENHOR: “O que encontraram os vossos pais de injusto em mim ou em minhas atitudes para que se afastassem da minha pessoa e partissem em busca do nada, do vazio, tornando-se eles mesmos nulos e sem sentido? 6Ora, eles me questionaram: ‘Onde está YHWH, que nos fez sair da terra do Egito e nos conduziu pelo deserto, por uma terra de estepes e barrancos, por uma terra seca e de trevas, por uma terra que ninguém atravessa, e na qual o ser humano não tem condições de viver?’ 7Entretanto, Eu vos trouxe para uma terra fértil, a fim de que alimentásseis e aproveitásseis de todos os seus bons frutos e bens; contudo, vós adentrastes e profanastes a minha terra, e tornastes a minha herança abominável. 8Os sacerdotes não indagaram por YHWH; os intérpretes da Torá, Lei; do San’hedrin, a manutenção das ordenanças, nem me reconheceram e os líderes do povo se rebelaram contra a minha pessoa. Os profetas pregaram em nome de Baal, seguindo deuses imaginários e inúteis. 9Por isso Eu, novamente, os acuso em juízo!” declara YHWH. “E farei denúncias também contra os filhos de vossos filhos!” diz o SENHOR. 10“Atravessai, pois, o mar até o litoral das ilhas de Quitim, Chipre, e vêde: mandai inquirir aos beduínos em Quedar, Arábia, e considerai atentamente; observai se já aconteceu na história dos povos algo assim: 11Acaso há notícia que alguma nação tenha trocado os seus deuses? E eles, na realidade, nem sequer são deuses! Contudo, o meu povo trocou a minha Glória por um punhado de deuses nulos e inúteis. 12Espantai-vos disso, todo o universo! Ó céus, horrorizai-vos e abismai-vos profundamente com tal atitude!” declara YHWH13“O meu povo cometeu dois crimes: Eles me abandonaram, a mim, a própria Fonte de Água Viva; e tentaram cavar as suas próprias cisternas, poços rachados que não conseguem reter a água. 14Porventura Israel, meu povo, nasceu para ser escravo, ou um simples servo nascido na casa de seu senhorio? Ora, então por que foi que se tornou uma frágil presa 15de leões que rugem e urram contra ele? Reduziram à desolação a sua terra, suas cidades foram queimadas e as deixaram completamente desoladas e desertas. 16Até mesmo os homens de Nof, Mênfis e de Tahpanhes, Dafnes, racharam-te a cabeça! 17Ora, não te aconteceu tal desgraça por teres abandonado a YHWH, o teu Elohim, no tempo em que te conduzia pelo Caminho? 18Agora, pois, que te adiantará ir para o Egito, beber as águas do Nilo? Ou, que te valerá ir para a Assíria, beber as águas do Rio, o Eufrates? 19O teu crime te perseguirá, a tua maldade te castigará e a tua rebelião te punirá. Vê, portanto, e compreende logo, como é horrível e amargo abandonar YHWH, o SENHOR, teu Elohim, e não preservar o teu amor reverente por mim!” Palavra do SENHOR. 20“Desde tempos antigos Eu quebrei o teu jugo e despedacei as correias das tuas cadeias. Mas tu declaraste: ‘Não servirei a ti!’ E, sendo assim, em toda colina elevada e debaixo de toda árvore frondosa, tu adulteravas e deitavas com uma prostituta. 21Eu a plantei como uma videira excelente, de semente absolutamente pura. Como pudestes te deixar transformar numa parreira podre e selvagem? 22Ainda que te laves com salitre e com muito sabão, a mancha da tua iniquidade permanecerá gritando diante de mim!” declara o Eterno, YHWH23“Como podes alegar que não te profanaste e que não correste atrás do deus Baal e seus ídolos? Reflete sobre a tua atitude no Vale e reconhece o que fizeste. És, portanto, como uma camela jovem e arisca que corre para todos os lados; 24como uma jumenta selvagem habituada ao deserto, que no ardor do seu cio sorve o vento; quem será capaz de frear a tua paixão? Os machos que te procuram não precisam se cansar, porque logo encontrarão a que está no mês do cio. 25Não permitas que teus pés sejam esfolados nem que a tua garganta fique seca. Mas tu alegas: ‘Não tem jeito! Eu estou apaixonada pelos deuses estrangeiros e continuarei correndo atrás deles!’ 26Como se envergonha o ladrão que é apanhado em flagrante, assim a Casa de Israel ficará envergonhada: seus reis e oficiais, seus sacerdotes e profetas. 27Pois todos se curvaram diante de um pedaço de madeira e declararam: ‘Tu és meu Abba, Pai!’ e a uma lasca de pedra: ‘Tu me geraste!’ Assim, voltaram para mim as costas e não a face, mas na hora da adversidade clamam: ‘Ergue-te em nosso favor! Salva-nos por misericórdia!’ 28E nesta hora onde estão os teus elohim que fabricaste para cultuar? Que se levantem eles, se é que podem vir em teu socorro e te livrar em teus momentos de angústia e desespero! Afinal, teus elohim são tão numerosos como as tuas cidades, ó Judá! 29Por que lanças contra mim tuas críticas e acusações? Vós todos vos rebelastes contra a minha pessoa” afirma o SENHOR. 30“Em vão castiguei os vossos filhos: eles não compreenderam nem aceitaram a correção que lhes fora ministrada; vossa espada tem destruído os vossos próprios profetas, como um leão selvagem e sanguinário. 31Vós, desta geração, vêde e considerai atentamente o que diz a Palavra do SENHOR: 32Porventura se esquece uma jovem das suas joias, ou uma noiva de seus adornos de núpcias? No entanto, meu povo há muito tempo não se lembra mais da minha pessoa. 33Sabeis correr atrás das tuas paixões com tanto ardor e eficácia que até às prostitutas és capaz de ensinar com teu modo de proceder. 34Até nas orlas de tua roupa encontra-se o sangue dos cadáveres dos pobres inocentes, que não foram surpreendidos arrombando casas. Mas apesar de tudo isto, ainda alegas: 35‘Eu sou inocente; ele não pode estar tão irado comigo!’ Todavia, Eu determinarei tua sentença e punição; porquanto não te arrependeste e ainda alegaste: ‘Eu não pequei!’ 36Que leviandade da tua parte mudar assim tão fácil de caminho! Eis que ficarás decepcionada com o Egito, do mesmo modo que te frustrarás com a Assíria. 37Dali, também, sairás com as mãos na cabeça, pois YHWH, o SENHOR, rejeitou aqueles em quem depositas a tua confiança; não receberás qualquer ajuda efetiva da parte deles!”

Yirmiyahu/Jeremias 3:
1“Se um homem se divorciar de sua esposa, e depois da separação ela casar-se com outro homem, poderá o primeiro marido voltar a ela? Porventura, não estaria totalmente profanada esta terra? E tu, que te prostituíste com inúmeros amantes e, agora, queres voltar a mim?” Questiona YHWH2“Levanta os teus olhos para os campos e montes, e dize: Onde não te deitaste? Nos caminhos te assentavas, esperando para emboscar teus pretendentes; agiu como os árabes beduínos e nômades no deserto. Manchaste a terra com a tua prostituição e impiedade. 3Por este motivo as chuvas fortes foram retidas, nem mesmo as chuvas da primavera vieram sobre ti. Contudo, assumes a postura de uma prostituta, e assim não demonstras qualquer vergonha ou rubor em teu rosto. 4Ora, não fostes tu que acabastes de me chamar: “Abba, meu Pai, amigo da minha juventude; 5ficarás, pois, irado contra mim para sempre? Guardarás este ressentimento até o fim?’ Falaste deste modo, contudo segues cometendo todo o mal de tuas paixões e desejos!” 6Durante o reinado do rei Josias, YHWH, o SENHOR, me revelou: “Viste o que fez Israel, a infiel? Ela se dirigiu a toda colina e monte elevado e sob toda árvore frondosa se prostituiu. 7Eu, então, me dizia: “Depois de ter feito tudo isto, ela voltará para mim!” Mas ela não retornou! Judá, sua irmã traidora, observou o que se passava. 8Ela viu também quando entreguei à infiel Israel uma certidão de divórcio e a mandei embora, por causa de todos os seus adultérios. Contudo, sua irmã Judá, a desleal, não teve qualquer receio e também se entregou à prostituição.9E por agir com desprezo e leviandade em relação à moral, Judá igualmente contaminou a terra, cometendo adultério com ídolos de pedra e madeira. 10Apesar de tudo isso, sua irmã Judá, a traidora, não retornou para adorar-me de todo o coração, mas voltou com uma atitude insincera e fingida!” Afirma YHWH11Então o SENHOR me orientou: “Israel, a infiel, é ainda melhor do que Judá, a traidora. 12Vai, pois, proclamar esta mensagem em todas as partes do Norte: ‘Volta, ó infiel e rebelde Israel’ ExclamaYHWH! “Eis que não fecharei o meu rosto para ti, nem farei cair sobre vós a minha ira, porquanto Eu Sou fiel e rico em misericórdia!’ Assevera YHWH. “Também não permanecerei encolerizado para sempre. 13No entanto, reconhece o teu pecado: Que te rebelaste contra YHWH, o teu Elohim, que ofereceste os teus sentimentos e favores a deuses estranhos, debaixo de toda árvore verdejante. Reconhece também que não me obedeceste!” Assim diz o SENHOR. 14“Ó filhos rebeldes: Voltai a mim! Porque Eu Sou o vosso esposo!” Oráculo de YHWH. “Eu mesmo vos tomarei, um de cada cidade e dois de cada clã, e vos farei retornar a Tzión, Sião. 15Em seguida, vos darei governantes de acordo com o meu coração, que vos dirigirão com sabedoria e com entendimento, como bons pastores. 16Quando então, naqueles dias, vos multiplicardes e frutificardes sobre a vossa terra” Declara YHWH, “não mais reclamareis: ‘A Arca da Aliança de YHWH’. Não será necessário que ela volte à vossa memória; não pensareis mais nisto, nem mesmo vos lembrareis dela; não sentireis sua falta, tampouco se fará outra Arca. 17Quando este tempo chegar, chamarão Jerusalém ‘O Trono de YHWH, o SENHOR’, e todas as nações se reunirão para honrar o Nome do SENHOR em Yerushalayim. Não mais viverão de acordo com a teimosia de seus corações inclinados a praticar o mal. 18Naquela época a Casa de Judá caminhará com a Casa de Israel e unidas retornarão do Norte para a terra que entreguei como herança a vossos pais desde a antiguidade. 19“Eis que Eu mesmo tenho proclamado: Com que tamanho júbilo Eu te trataria; com a alegria que se trata filhos amados. Presentearia-te com uma terra aprazível, a mais bela herança entre todas as nações da terra! Gostaria tanto que me chamasses: ‘Abba, Papai’ e que jamais deixastes de seguir-me. 20Entretanto, como uma mulher que trai o marido, assim tu tens agido de modo todo infiel para comigo, ó comunidade de Israel!” Palavra de YHWH21Agora, um grito foi ouvido por todos e vem dos altos montes: São as muitas lágrimas, o lamento e as súplicas dos filhos de Israel; porque sabem que perverteram os seus caminhos e que esqueceram de YHWH, o seu Elohim. 22“Voltai, filhos rebeldes! Eis que Eu mesmo os curarei da sua obstinação para o mal!” Ao que o povo exclama: “Sim! Eis que voltamos a ti, porquanto tu és YHWH, o SENHOR, nosso Elohim Eterno! 23Na verdade, toda a prática idólatra e frenética no alto das colinas e o murmúrio nos montes é um total engano. Com certeza, só em YHWH, nosso Elohim, está a Salvação de Israel. 24Desde a nossa mocidade, Baal, o deus da vergonha, tem devorado o fruto do trabalho dos nossos antepassados: as ovelhas, os bois, os seus filhos e as suas filhas. 25Deitemo-nos, pois, sobre a cama da nossa vergonha, e a humilhação, o nosso cobertor. Sim, pecamos contra o SENHOR, o nosso Deus, tanto nós como os nossos pais, desde a nossa juventude até nossos dias; e, de fato, não temos obedecido a YHWH, ao nosso Elohim!”

Yechesk'El/Ezequiel 9:
1Então ele bradou com todo vigor próximo aos meus ouvidos: “Guardiões da cidade, tomai posição, cada um com sua arma de extermínio em mão!” 2Imediatamente seis homens vieram pela porta superior do Templo, que está voltada para o Norte, e cada um desses executores empunhava sua arma de destruição, prontos para a matança; e entre eles estava um homem vestido de linho que portava um estojo de escrevente à cintura. Eles entraram e se postaram ao lado do altar de bronze. 3E a Glória do Elohim de Israel ergueu-se de cima do querubim, onde havia repousado, e se moveu para a entrada do Templo. E YHWH chamou o homem vestido de linho e que trazia o tinteiro de escrivão na cintura. 4E o SENHOR ordenou-lhe: “Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém e marca com um sinal a testa das pessoas que se aborrecem e não compactuam de todas as abominações que se cometem no meio do povo!”5Enquanto eu ouvia isso, ele disse aos outros executores: “Passai, pois, pela cidade seguindo os passos do escrivão e exterminai, sem piedade nem compaixão, todos os demais! 6Matai sem dó: idosos, rapazes e moças, crianças e mulheres, até aniquilar a todos. Todavia não tocai em ninguém que tenha recebido o sinal da salvação. Começai, pois, a destruição pela minha própria Casa, o Templo”. Então eles iniciaram a matança pelas autoridades que estavam na frente do santuário. 7E ele ainda lhes ordenou: “Contaminai e profanai o Templo, lotai de mortos os grandes pátios, e abandonai o lugar. Agora, podeis ir!” Eles partiram e imediatamente deram início à matança em toda a cidade. 8Enquanto aquela carnificina prosseguia, fiquei sozinho. Então prostrei-me, com o rosto rente ao pó da terra, e clamei em alta voz: “Ó YHWH! Soberano Elohim! Vais mesmo destruir toda essa gente de Israel, lançando a tua indignação sobre Yerushalayim?” 9E o SENHOR me respondeu: “A malignidade da nação de Israel e de Judá é incomensurável; a terra está mergulhada em sangue; e a cidade, atolada na injustiça; pois eles vivem alegando: ‘Ora, YHWH já abandonou toda a nação; o SENHOR não olha mais para o seu povo!’ 10Sendo assim, Eu também não terei misericórdia nem compaixão dessa gente; farei recair suas más atitudes e obras sobre suas próprias cabeças!” 11E o homem que estava vestido de linho, em cuja cintura estava o estojo de escrevente, retornou com o relatório, e apresentou-o dizendo: “Fiz tudo conforme me ordenaste!”

Yechesk'El/Ezequiel 23:
1Então ele bradou com todo vigor próximo aos meus ouvidos: “Guardiões da cidade, tomai posição, cada um com sua arma de extermínio em mão!” 2Imediatamente seis homens vieram pela porta superior do Templo, que está voltada para o Norte, e cada um desses executores empunhava sua arma de destruição, prontos para a matança; e entre eles estava um homem vestido de linho que portava um estojo de escrevente à cintura. Eles entraram e se postaram ao lado do altar de bronze. 3E a Glória do Elohim de Israel ergueu-se de cima do keruv/querubim, onde havia repousado, e se moveu para a entrada do Templo. E YHWH chamou o homem vestido de linho e que trazia o tinteiro de escrivão na cintura. 4E o SENHOR ordenou-lhe: “Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Yerushalayim e marca com um sinal a testa das pessoas que se aborrecem e não compactuam de todas as abominações que se cometem no meio do povo!” 5Enquanto eu ouvia isso, ele disse aos outros executores: “Passai, pois, pela cidade seguindo os passos do escrivão e exterminai, sem piedade nem compaixão, todos os demais! 6Matai sem dó: idosos, rapazes e moças, crianças e mulheres, até aniquilar a todos. Todavia não tocai em ninguém que tenha recebido o sinal da salvação. Começai, pois, a destruição pela minha própria Casa, o Templo”. Então eles iniciaram a matança pelas autoridades que estavam na frente do santuário. 7E ele ainda lhes ordenou: “Contaminai e profanai o Templo, lotai de mortos os grandes pátios, e abandonai o lugar. Agora, podeis ir!” Eles partiram e imediatamente deram início à matança em toda a cidade. 8Enquanto aquela carnificina prosseguia, fiquei sozinho. Então prostrei-me, com o rosto rente ao pó da terra, e clamei em alta voz: “Ó YHWH! Soberano Elohim! Vais mesmo destruir toda essa gente de Israel, lançando a tua indignação sobre Yerushalayim?” 9E o SENHOR me respondeu: “A malignidade da nação de Israel e de Judá é incomensurável; a terra está mergulhada em sangue; e a cidade, atolada na injustiça; pois eles vivem alegando: ‘Ora, YHWH já abandonou toda a nação; o SENHOR não olha mais para o seu povo!’ 10Sendo assim, Eu também não terei misericórdia nem compaixão dessa gente; farei recair suas más atitudes e obras sobre suas próprias cabeças!” 11E o homem que estava vestido de linho, em cuja cintura estava o estojo de escrevente, retornou com o relatório, e apresentou-o dizendo: “Fiz tudo conforme me ordenaste!”


SHIRIM U'CHOCHMAH
Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 8:
7Nem mesmo as muitas águas conseguem apagar o amor; os rios não conseguem arrastá-lo correnteza abaixo. Quisesse alguém dar tudo o que possui para comprar o amor, qualquer valor seria absolutamente desprezado. 8Eis que temos uma irmã ainda muito jovem, cujos seios aguardam o momento de aflorar. Que faremos por nossa irmã, no dia em que ela for pedida em casamento? 9Se ela for um muro, construiremos sobre ela uma torre de prata. Se ela for uma porta, nós a reforçaremos com tábuas de cedro. 10Eu sou muralha e meus seios as torres; aos olhos do meu amado, porém, sou a mensageira da paz! 11Salomão possuía uma vinha em Baal-Hamom; ele entregou a sua vinha a arrendatários. Cada um devia trazer pelos frutos da vinha doze quilos de prata. 12Quanto à minha própria vinha, eis que essa me pertence e está a meu dispor; tu, ó Salomão, terás os doze quilos de prata e os que tomaram conta dos seus frutos receberão seus dois quilos e meio. 13Ó tu, que habitas nos jardins, os amigos querem ouvir-te; permite-me ouvir a tua doce voz também! 14Ó, vem depressa, meu amado; torna-te semelhante ao jovem cervo, ou ao filhote da gazela saltando vigorosamente sobre os montes perfumados!


SHIR MIZMOR
Tehilim/Salmos 140:

1.      Ao mestre do canto, um salmo de David. Ó Eterno, livra-me dos homens violentos e protege-me dos perversos.  2.      Só maldades abrigam seus corações e, juntos, se dedicam a mover guerras. 3.      Pérfidas como serpentes são suas línguas e, sob seus lábios, como víboras, guardam seu veneno. 4.      Guarda-me, pois, das mãos dos ímpios e dos malévolos que planejam minha queda. 5.      Ciladas armam contra mim, com cordas tecem laços para me prender e com redes me preparam armadilhas. 6.      Mas ao Eterno supliquei: ‘És meu Elohim; escuta pois, a voz de meu clamor’! 7.      Ó Eterno, minha força salvadora, no clangor da batalha protegeste minha cabeça. 8.      Não concedas ao perverso a realização de seus desejos, nem deixes que se exaltem por alcançarem seus intentos. 9.      Que desabem sobre a cabeça dos que me cercam os impropérios com que me cobrem seus lábios. 10.    Chuva de carvões incandescentes os acosse e num abismo profundo de onde não possam sair, faze-os cair. 11.    Que não perdure o caluniador sobre a terra e que seja o violento destruído por sua própria maldade. 12.    Certamente, o Eterno trará justiça aos oprimidos e elevação aos humildes. 13.    A Teu santo Nome renderão graças os justos e em Tua Presença hão de viver os íntegros.
compilado de: Bíblia King James, português
por Ya'el bat Yossef

Nenhum comentário:

Postar um comentário