quarta-feira, 16 de outubro de 2013

CICLO TRIENAL (e vídeo) - SEDRAH 132 (Semana de 13 a 19 de outubro/2013)

Torah: Devarim/Deuteronômio 11:26-12:19
Tema: O local e o sacrifício
Haftarah: Yeshaiyahu/Isaías 13, Yeshaiyahu/Isaías 34; Yoel/Joel 3; Iyov/Jó 21
Tema(s): Contra a Babilônia; O juízo de Edom; A inocência de Iyov/Jó.
Shirim U’Chochmah: Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 3:6-11
Tema: O esplendor de Sh’lomo
Shir Mizmor: Tehilim/Salmos 132
Tema: Cântico dos degraus
TORAH
Devarim/Deuteronômio 11:
26 Portanto, vocês podem ver que estou colocando diante de vocês a bênção e a maldição. 27 A bênção virá[1] se vocês obedecerem aos mandamentos do Eterno, Elohim de vocês, que hoje eu lhes estou prescrevendo. 28 A maldição virá se vocês não obedecerem aos Mandamentos do Elohim de vocês e vocês se perderem do caminho que eu estou lhes prescrevendo hoje, seguindo outros deuses para terem uma nova experiência espiritual[2]29 Quando o Eterno, teu Elohim, te trouxer para a terra que tu estás prestes a ocupar, tu deves declarar a bênção sobre o Monte Gerizim[3] e a maldição sobre o Monte Ebal[4]30 Eles estão além do Yarden, depois da Estrada do Poente[5], no caminho para Gilgal[6], perto das Planícies de Moreh[7], em território dos kana'aniy que vivem nas planícies alagadas[8]31 Vocês devem fazer isso porque estão cruzando o Yarden para vir para a terra que o Eterno, Elohim de vocês, está lhes dando e ocupá-la. Quando vocês a tiverem ocupado e viverem lá, 32 vocês guardarão com cuidado todos os Estatutos e Leis que eu lhes estou prescrevendo hoje, diante de vocês.     
Devarim/Deuteronômio 12:
1 Estes são os Estatutos e Leis que vocês devem guardar com cuidado na terra que o Eterno, Elohim de seus pais, está lhes dando de modo que vocês possam ocupá-la enquanto viverem sobre a terra. 2 Destruam todos os lugares onde as nações que vocês estão expulsando adoravam seus deuses, estejam eles sobre as altas montanhas, sobre os montes ou sob qualquer árvore exuberante[9]3 Vocês devem derrubar seus altares, quebrar seus pilares sagrados, queimar suas árvores Asherah[10] e cortar as estátuas de seus elohim, removendo seus nomes deste lugar. 4 Vocês não podem adorar o Eterno, Elohim de vocês, de tal maneira[11]5 Isto vocês podem fazer somente no lugar que o Eterno, Elohim de vocês, escolherá[12] dentre todas as suas tribos, como um lugar estabelecido em Seu Nome. É lá que vocês devem ir para buscar Sua presença. 6 Este será o lugar para o qual vocês devem trazer seus holocaustos e sacrifícios de comer, seus dízimos especiais[13], seus donativos elevados entregues em mãos[14], suas promessas gerais e específicas[15] e os primogênitos de seu gado e seus rebanhos[16].
7 Vocês e suas famílias lá comerão[17] diante do Eterno, Elohim de vocês e vocês se rejubilarão em todos os seus sucessos através dos quais o Eterno, Elohim de vocês, os abençoará. 8 Vocês então serão capazes de fazer tudo que nós agora estamos fazendo, quando cada pessoa faz aquilo que é direito a seus olhos[18]9 Agora vocês ainda não chegaram ao lugar de descanso e à terra hereditária que o Eterno, Elohim de vocês, está lhes dando. 10 Mas logo vocês chegarão ao Yarden e viverão na terra que o Eterno, Elohim de vocês, está lhes proporcionando. Quando Ele lhes tiver concedido segurança[19] de todos os seus inimigos em volta de vocês e vocês viverem em segurança, 11 haverá um lugar que o Eterno escolherá como o lugar dedicado a Seu Nome[20]. Será lá que vocês terão de trazer tudo que eu estou lhes prescrevendo, como seus holocaustos, sacrifícios de comer, dízimos especiais, donativos elevados entregues em mãos e as escolhidas promessas gerais que vocês podem oferecer ao Eterno. 12 Vocês se rejubilarão diante do Eterno, Elohim de vocês, junto com seus filhos, suas filhas, seus escravos e escravas e os Levi’im de seus assentamentos, que não possuem porção hereditária com vocês. 13 Sê cuidadoso para não ofereceres teus holocaustos em qualquer lugar que tu vês como adequado[21]14 Isto deve ser feito somente no lugar que o Eterno escolherá, no território de uma de tuas tribos. Somente lá tu sacrificarás holocaustos e somente lá tu prepararás todas as oferendas que eu estou lhes prescrevendo. 15 Em outra parte, em todos os teus assentamentos[22], tu podes somente abater animais para satisfazer tuas próprias vontades, de modo que tu possas comer a carne que o Eterno te dá com Sua bênção. Lá o puro e o impuro podem comê-la[23], como o veado e a gazela[24]16 A única coisa que tu não deves comer é o sangue[25], que tu deves derramar sobre a terra[26] como água. 17 No entanto, em teus próprios assentamentos, tu não podes comer os dízimos[27] de teus cereais, vinho e óleo, o primogênito de teus gados e rebanhos, qualquer promessa geral que tu tenhas feito, tuas promessas específicas ou teus donativos elevados entregues em mãos[28]18 Estes tu podes comer somente diante do Eterno, teu Elohim, no lugar que o Eterno, teu Elohim, escolherá. Tu os comerás junto com teu filho, tua filha, teus escravos e escravas e os Levi’im  de teus assentamentos e tu te rejubilarás diante do Eterno, teu Elohim, por tudo que tu tens. 19 Enquanto tu estiveres na terra, tu deves ser cuidadoso para não abandonares o Levi’im.


[1]Devarim/Deuteronômio 11:27 – A bênção virá. Equivale dizer: 'A bênção é obedecer'.
[2]Devarim/Deuteronômio 11:28 – Para terem uma nova experiência espiritual. Com o que não conheceram. Conhecer o Eterno é interpretado como o exposto em   Divrei Hayamin Alef/1ºCrônicas 28:“9.E tu, meu filho Salomão, conhece o Elohim de teu pai e serve-O com um coração perfeito e com uma alma voluntária; porque esquadrinha o Eterno todos os corações e entende todas as imaginações dos pensamentos; se O buscares, será achado de ti; porém, se O deixares, rejeitar-te-á para sempre.” ou Sh'muel Alef/1ºSamuel 16:“7. Porém o Eterno disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a altura da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o eterno não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o eterno olha para o coração.”.
[3]Devarim/Deuteronômio 11:29 – Monte Gerezim. Em hebraico גזרי Gizri (à marg.) ou (como no texto) גרזי Girzi. Gentílico procedente de {גזר Gezer, o mesmo que [גזר gezer. Procedente de (גזר gazar, uma raiz que pode significar ‘cortar, dividir, derrubar, cortar fora, cortar em dois, arrebatar, decretar’. Pode ser empregado no sentido de ‘ser cortado fora, separado, excluído, ser destruído, cortado fora, ser decretado’.)]. Pode significar 'parte'. Gezer significa 'porção'. Uma cidade levítica na fronteira de Efraym; forma o adjetivo Gersiy ou girziy significando 'um pedaço, uma porção (como cortado fora)’}. Habitantes de Gezer, os Geriziym significa 'os cortadores'. Os habitantes do Monte Gerizim. O monte Gerezim é uma das mais altas montanhas da Cisjordânia, elevando-se a 881 metros acima do nível do mar. Situa-se na parte norte da Cisjordânia, ao sul do Monte Ebal, do qual esta separado por um vale estreito. Na saída ocidental deste vale, esta a cidade bíblica de Shechem, atualmente Nablus. O Monte Ebal chama-se atualmente Jebel et-Tor e é uma montanha parcialmente estéril. Duas aldeias estão situadas no cume do monte, Kiryat Luza que é samaritana e Har B’rachah, que é judaica. Os montes Gerizim e Ebal não possuíam qualquer tipo de vegetação, quando então o governo britânico, no ano de 1920, realizou um reflorestamento na parte norte do monte Gerizim. Mosheh ordenou que após os Yisre’eliym atravessarem o Rio Yarden, deveriam ir aos Montes Ebal e Gerezim. As tribos de Shimon, Levi, Yehudah, Yissachar, Yossef e Benyamin permaneceram nas encostas do Monte Gerizim, pronunciando as bênçãos para aqueles que guardassem as Leis do Eterno (D'varim/Deuteronômio 11:29 e 27:12 e 13). Depois que os Yisre’eliym invadiram Kana'an, cumpriram esta ordem do Eterno transmitida através de Mosheh (Yehoshua/Josué 8:33-35).O monte Gerizim era considerado sagrado pelos samaritanos. Quando os judeus regressaram do exílio, os samaritanos construíram aí um templo. Segundo o historiador Flavio Josefus este templo foi construído no tempo de Alexandre, o grande. Teria sido erigido por Sambalate para o seu genro Menasheh, que fora expulso do sacerdócio pelo seu irmão Yaduah, sumo-sacerdote em Yerushalaiym. Possivelmente a afirmação de Flavio Josefus pode estar errada em relação ao tempo, dizendo que os dois homens mencionados e que viveram nos dias de Nehemiah (Nehemiah 4:7 e 12:22) foram contemporâneos de Alexandre, o grande, sendo que este viveu cem anos depois ou se presume que exista uma coincidência de nomes e ocupações. João Hircano I ou Simeão, o justo, destruiu este templo no ano de 128 da Era Comum, mas os samaritanos continuaram a utilizar este monte como o seu local de sacrifício e adoração e ainda o usam até hoje em dia.  
[4]Devarim/Deuteronômio 11:29 – Monte Ebal. Ou Eival. Com 920 metros de altura é o ponto mais alto de Samaria, cerca de 3 quilômetros a nordeste do Monte Gerezim.O monte Ebal é uma das duas montanhas situada na parte norte da Cisjordânia, próxima da cidade bíblica de Shechem, atualmente Nablus. A montanha é um dos picos mais altos da Cisjordânia, 940 metros acima do nível do mar, 59 metros mais alto que o Monte Gerezim, sendo separado deste por um vale. Na base deste monte existem diversos túmulos arqueológicos, além de cavernas formadas pela extração de calcário.
[5]Devarim/Deuteronômio 11:30 – Estrada do Poente. Pelo contexto, esta parece ser a antiga estrada ligando o norte e o sul através das montanhas. Esta estrada passava bem a leste do Monte Gerizim e Ebal; eles estavam 'além dessa montanha'. Ela pode ter sido assim denominada porque por onde os Israelitas estavam passando, o sol parecia se por sobre as montanhas através das quais a estrada corria.
[6]Devarim/Deuteronômio 11:30 – Gilgal. Este não é o mesmo Gilgal de Yehoshua/JNosué 4:19 e 5:9, mas uma cidade que dista 39 quilômetros a oeste de Shechem, agora conhecida como Jiljulieá ou Jiljilia. Nesse sítio acha-se agora a povoação de Tell Jiljul, distante sete quilômetros do rio Yarden e 2.400 metros de Er-Riha/Jericó. Possivelmente é citada em Yehoshua/Josué 12:"23 o rei de Dor, em Nafate-Dor, outro; o rei de Goim, em Gilgal, outro". Talvez seja também citada em Melachim Beit/2ºReis 2:"1Sucedeu pois que, havendo o Eterno de elevar a Eliyahu num redemoinho ao céu, Eliyahu partiu com Eliseu de Gilgal". Também em Nehemiah 12:"29 como também da casa de Gilgal e dos campos de Gibeah e Azmavete; porque os cantores tinham edificado para si aldeias nos arredores de Jerusalém". Nos tempos antigos, uma estrada levava de Shechem a este Gilgal.
[7]Devarim/Deuteronômio 11:30 – Planícies de Moreh.  A primeira parada de Avraham em Eretz Yisra'El, perto de Sh’chem. Em hebraico é מורה moreh, procedente de yara ou (Divrei Hayamin Beit/2ºCrônicas 26:"15Também fez em Yerushalaiym máquinas da invenção de engenheiros, que estivessem nas torres e nos cantos, para atirarem flechas e grandes pedras; e voou a sua fama até muito longe, porque foi maravilhosamente ajudado até que se tornou forte".). ירא yara’, uma raiz que pode significar ‘lançar, atirar, jogar, derramar pôr, estabelecer, lançar flechas, jogar água, chover, ser atingido, apontar, mostrar, dirigir, ensinar, instruir, jogar água, chover’. (el - forma contraída, conforme acima registrado, no grego é ηλι e ελιουδ;  que é um título. O Eterno  o único El verdadeiro, YHWH, coisas poderosas na natureza, força, poder);  a primeira chuva, professor e ainda  מורה Moreh ou מרה Moreh, o mesmo que Moreh significa 'professor'.  O carvalho em Sh’chem onde Avraham parou quando entrou pela primeira vez em Kena'an; perto das montanhas de Ebal e Gerizim. O monte no vale de Yezre'el no qual os medianiym estavam acampados quando Gidon os atacou. Outras versões substituem a expressão por ‘o terebinto de Moreh’. O terebinto da Torah é uma grande árvore (Pistácea Atlantida) da família ‘sumac’ também relacionada com o ‘pistácio’. Também, algumas vezes, é identificada com o carvalho. O terebinto pode viver por milhares de anos, chegando muitas vezes a alcançar o diâmetro de 6 metros. O ‘terebinto de Moreh’ poderia ter sido uma árvore particularmente grande, de modo a servir como marco na região. Há uma citação muito ilustrativa disso em Bereshit/Gênesis 35:“4 Entregaram a Ya’akov todos os deuses estrangeiros que tinham, assim como os brincos que traziam nas orelhas e Ya’akov enterrou-os debaixo de um terebinto, perto de Sh’chem”.
[8]Devarim/Deuteronômio 11:30 – Planícies alagadas. Em hebraico é 'aravah'. Isto indicaria que, embora a principal base dos kana'aniy fosse nas planícies alagadas da Jordânia, seus territórios se estendiam cerca de 32 quilômetros a leste na direção de Shechem. Em hebraico é ערבה arabah procedente de (no sentido de esterilidade - ערב arab uma raiz que pode significar ‘penhorar, trocar, hipotecar, comprometer-se, ocupar, incumbir-se em lugar de alguém, dar penhores, ser ou se tornar fiador, receber penhor, dar em garantia, tomar como penhor, ficar por fiador, dar em penhor, trocar,  penhorar, trocar penhores, ter associação com, tomar parte em’) com a idéia de encobrir com um tecido]. Pode significar ainda ‘anoitecer, escurecer, passar a noite, fazer ao anoitecer, planície deserta, estepe, deserto, ermo.
[9]Devarim/Deuteronômio 12:2  Exuberante. Pesada ramagem. Bela ramagem. Ramagem grossa segundo a Septuaginta ou ramagem verde. Em hebraico רענן ra anan (aramaico). Forma o adjetivo 'florescente'. A forma correspondente é רענן ra anan, procedente de uma raiz que significa ‘ser verde’.  Pode significar ainda ‘ser ou ficar exuberante ou viçoso ou verde; forma o adjetivo ‘exuberante, viçoso’. 
[10]Devarim/Deuteronômio 12:3 – Árvores Asherah. Verificar acima no perek/capítulo 7, passuk/versículo 5. Em hebraico אשרה asherah ou אשׂירה asheyrah,  procedente de (אשר ashar ou אשׂר asher, uma raiz que pode significar ‘ir direto, andar, ir em frente, avançar, progredir, seguir diretamente, progredir, ir direto para, avançar, conduzir (causativo), endireitar, corrigir, declarar feliz, chamar bem-aventurado, ser dirigido, ser guiado). Asherah = 'bosque (para adoração de ídolos)'. Refere-se ainda a uma deusa babilônica (Astarot) e kananiy (da fortuna e felicidade), a suposta esposa de Ba'al, representações desta deusa, a deusa, deusas, representações desta deusa, árvores sagradas ou postes erigidos próximos a um altar. É citada em Shemot/Êxodo 34:“13 Derrubareis os seus altares, quebrareis suas imagens e cortareis seus postes de Asherah”. Asherah era uma antiga deusa da fertilidade, muito cultuada em Mitsrayim. Esses postes seriam símbolos religiosos. A LXX traduz os postes de Asherah como 'árvores' e a Peshitta como 'ídolos'. Além disso, a LXX acrescenta uma frase a mais ao final do passuk/versículo, inexistente nas demais versões: “E as imagens esculpidas de seus deuses queimareis com fogo”.
[11]Devarim/Deuteronômio 12:4  Vocês não podem adorar o Eterno... de tal maneira. Isto é, em lugares como os mencionados. Literalmente o sentido é: 'Não façam isso ao Eterno, Elohim de vocês'. Tampouco poderiam cultuar o Eterno e continuar com os hábitos praticados nesses lugares.
[12]Devarim/Deuteronômio 12:5 – No lugar que o Eterno...escolherá. Tal é mencionado diversas vezes nesta seção. Finalmente este lugar veio a ser Yerushalayim. No entanto, o lugar não podia ser mencionado antes da linhagem real ter sido estabelecida em Yisra'El.
[13]Devarim/Deuteronômio 12:6 – Dízimos especiais. Não os dízimos levíticos mencionados em Bamidbar/Números 18:“24 Em seu lugar, a herança que Eu estou dando aos lev’im consistirá em dízimos dos Yisre’elyim, os quais eles separam como um donativo elevado. Eu, portanto, disse aos levi’im que eles não terão qualquer terra como herança entre os Yisre’elyim.”, mas dízimos animais citados em Vaiykrah/Levítico 27:“32 Todos os dízimos dos gados e rebanhos serão dados quando eles são contados sob o bordão, com todo o décimo sendo consagrado ao Eterno.” e o segundo dízimo mencionado no perek/capítulo 14, passuk/versículo 22, deste Sefer Devarim, mais adiante. Alguns dizem que os dízimos levíticos eram também levados a Yerushalayim, caso não pudessem ser dados localmente aos levi’im.
[14]Devarim/Deuteronômio 12:6 – Donativos elevados entregues em mãos. Em hebraico é 'terumah'. A referência são os primeiros frutos, que eram entregues em mãos. Isto também pode se referir à 'terumah sacerdotal', caso não houvesse nenhum sacerdote local a quem ela pudesse ser entregue. Verificar perek/capítulo 12, passuk/versículo 10 e  perek/capítulo 26, passuk/versículo 4 deste Sefer Devarim, mais adiante.
[15]Devarim/Deuteronômio 12:6 – Promessas gerais e específicas. São os sacrifícios.
[16]Devarim/Deuteronômio 12:6 – Primogênitos de seu gado e seus rebanhos. Ver perek/capítulo 15, passuk/versículo 20 deste Sefer Devarim, logo adiante e Shemot/Êxodo 13:“2 Tornar-Me-ás kadosh todo primogênito entre os b’nei Yisra'El, tanto homem como animal: ele será Meu”. Em hebraico temos פטר  patar, uma raiz que pode significar ‘separar, libertar, remover, abrir, escapar, romper, remover (alguém), escapar, libertar, soltar. Pode se relacionar a פטר peter ou פטרה pitrah. Pode significar ‘primícia, aquilo que divide ou abre primeiro’.
[17]Devarim/Deuteronômio 12:7 – Lá comerão. Porque sacrifícios somente podiam ser comidos em Yerushalayim.
[18]Devarim/Deuteronômio 12:8 – Vocês então serão capazes de fazer... a seus olhos. No deserto, o não sacerdote podia comer sacrifício em qualquer lugar do acampamento.
[19]Devarim/Deuteronômio 12:10 – Quando Ele lhes tiver concedido segurança. Somente então Yerushalayim poderia ser escolhida.
[20]Devarim/Deuteronômio 12:11 – Dedicado a Seu Nome. Literalmente: 'Para Seu Nome descansar lá'.
[21]Devarim/Deuteronômio 12:13  Sê cuidadoso... como adequado. Conforme Vaiykrá/Levítico 17:“4. e não o traz para a Tenda da Comunhão para ser oferecido como um sacrifício ao Eterno diante de Seu Santuário, esta pessoa é considerada um assassino.”. 
[22]Devarim/Deuteronômio 12:15 – Assentamentos. Ou 'portões'.
[23]Devarim/Deuteronômio 12:15 – O puro e o impuro podem comê-la. Diferente do sacrifício que é proibido para o impuro, conforme Vaiykra/Levítico 7:“20. Mas se alguma pessoa come a carne de um sacrifício de paz ao Eterno enquanto ainda em estado de impureza ritual, sua alma será extirpada de seu povo.”. Permitindo-se ao impuro que coma a carne implica em admitir que o animal não foi oferecido em sacrifício.
[24]Devarim/Deuteronômio 12:15 – O veado e a gazela. Verificar no perek/capítulo 14, passuk/versículo 5, deste Sefer Devarim, logo adiante. Esses animais não podiam ser oferecidos em sacrifício.
[25]Devarim/Deuteronômio 12:16 – Não deves comer é o sangue. Verificar Vaiykrá/Levítico 7:“26. Não comam qualquer sangue, seja de um mamífero ou pássaro, não importa onde vocês possam viver.” e 17:“10. Se qualquer pessoa, seja da família de Yisra'El ou um prosélito que se une a eles, come algum sangue, Eu dirigirei Minha cólera contra a pessoa que come sangue e a extirparei espiritualmente dentre seu povo.”. Isto porque o sangue traz vida para todas as partes do corpo. O sangue também é responsável pela natureza animal do homem, através dos hormônios, em oposição à natureza humana do homem, que é transmitida através dos impulsos nervosos. Uma vez que é a natureza animal do homem que o induz a pecar, o sangue é uma expiação.
[26]Devarim/Deuteronômio 12:16 – Derramar sobre a terra. Diferente do sangue do sacrifício como no perek/capítulo 12, passuk/versículo 27 deste Sefer Devarim, logo adiante.
[27]Devarim/Deuteronômio 12:17 – Não deves comer os dízimos. Uma referência ao segundo dízimo discorrido adiante no perek/capítulo 14, passuk/versículo 22 deste Sefer Devarim, logo adiante.
[28]Devarim/Deuteronômio 12:17 – Donativos elevados entregues em mãos. Os primeiros frutos.  Verificar  perek/capítulo 12, passuk/versículo 6, deste Sefer Devarim, logo adiante.

HAFTARAH
Yeshaiyahu/Isaías 13:
1 Profecia sobre o futuro da Babilônia que ocorreu a Yeshaiyahu ben Amots: 2 Agita uma bandeira no alto da montanha; ergue para eles tua voz, agita tua mão e que venham a portadas nobres. 3 Ordenei a meus eleitos; convoquei também Meus guerreiros para despejar Minha ira, para se exaltarem em Minha grandeza.4 Um tumulto ressoa na montanha como o ruído de uma grande multidão, como o rugir de impérios, de nações que se congregam; o Eterno YHWH Tseva’ot nomeia comandantes para a legião da guerra. 5 Ele veem de países distantes, do extremo dos céus – o Eterno e os armamentos da ira, para devastar toda a terra. 6 Uivai, pois está próximo o dia do Eterno; está próxima a destruição do Todo Poderoso! Por isto, enfraquecidas ficarão todas as mãos e desfalecidos os corações. 8 Ficarão aterrorizados; angústia e dor deles se apoderarão; sentir-se-ão como mulheres em trabalho de parto. Cada um olhará horrorizado para o outro; seus rostos estarão afogueados. 9 Eis que está para chegar o dia do Eterno; dia de crueldade, ira, fúria flamejante, para deixar desolada a terra; e Ele destruirá todos os ímpios. 10 Pois as estrelas e as constelações do céu não brilharão; o sol estará escurecido desde o seu nascer e a lua não irradiará luz. 11 E castigarei o mundo por sua maldade e o ímpio por sua iniquidade. E abaterei a arrogância dos altaneiros e humilharei a altivez dos tiranos. 12 Tornarei os homens mais raros que o ouro mais fino; o povo, mais raro que o ouro de Ofir. 13 E então farei os céus tremerem e a terra se deslocará de seu lugar ante a cólera do Eterno YHWH Tseva’ot, no dia de Sua ira incandescente. 14 Serão como gazelas perseguidas e como ovelhas desgarradas e fugirá cada um para sua terra. 15 Será transpassado cada um que for encontrado e cairão pela espada todos que forem alcançados. 16 Também seus filhos serão estraçalhados ante seus olhos, suas casas despojadas, suas mulheres violentadas. 17 Incitarei contra eles os medos, que não darão valor à prata e não cobiçarão ouro. 18 Seus arcos estraçalharão os jovens; não terão misericórdia dos frutos dos ventres e não se apiedarão das crianças. 19 E Babilônia, a glória dos reinos, a beleza e o esplendor dos kasdim, tornar-se-á como Sidom e Amorah, quando destruídas pelo Eterno. 20 Para sempre deixará de ser habitada e geração após geração nela se recusarão a assentar; nenhum árabe ali montará sua tenda, nem apascentarão ali, os pastores, seus rebanhos. 21 Feras, porém, ali hão de habitar e suas tocas estarão repletas de ossos; corujas ali viverão e sátiros ali dançarão. 22 Cães selvagens uivarão em suas mansões e chacais em seus magníficos palácios. Aproxima-se o tempo destes acontecimentos, não passarão muitos dias antes que isso venha a ocorrer.

Yeshaiyahu/Isaías 34:
1 Aproximai-vos para escutar, ó nações, atentai todos, ó povos; que ouça a terra e tudo que ela contém, o mundo e tudo que dele provém. 2 Porque indignado com todas as nações está o Eterno e irado contra todas as suas legiões; Ele as destruiu por completo, entregou-as à morte. 3 Por toda parte estarão seus mortos, o mau cheiro de suas carcaças tudo invadirá e as montanhas serão embebidas com seu sangue. 4 Dissolvidas serão as hostes dos céus e estes serão enrolados como se fossem um rolo de papel; e despencarão suas hostes como folhas da parreira a cair, como figo que desprende da figueira. 5 Porque Minha espada se empapou nos céus; ela descerá sobre Edom para julgamento sobre o povo que bani. 6 Está cheia de sangue a espada do Eterno, untada com gordura como o sangue de cabritos e cordeiros, com a gordura que emana dos rins dos carneiros; porque o Eterno está fazendo um sacrifício em Botsrah, uma imensa matança na terra de Edom. 7 Os búfalos e os touros descerão junto com os novilhos e a terra será regada com sangue e o solo fertilizado com gordura. 8 Porque este é um dia de vingança para o Eterno; o ano da retribuição pelo sofrimento de Tsiyon. 9 Seus rios serão convertidos em alcatrão; seu solo, em enxofre; e sua terra parecerá piche a queimar. 10 Não será apagada, nem durante o dia nem de noite. Permanentemente se erguerá sua fumaça. Será um deserto de geração para geração e ninguém jamais por ela virá a passar. 11 Corujas e pelicanos a possuirão e corvos e ouriços ali passarão a viver; e o Eterno estenderá sobre ela um cordel de confusão e um prumo de esvaziamento. 12 Quanto a seus nobres, nenhum permanecerá para ser chamado ao reino; e todos os seus príncipes estarão reduzidos a nada. 13 Espinhos brotarão em seus palácios e urtigas e cardos em suas fortalezas, que serão morada de chacais e avestruzes. 14 E os cães selvagens se juntarão aos chacais e o bode chamará sua companheira; os monstros da noite ali repousarão, pois ali encontrarão um local de descanso. 15 Ali a serpente fará seu ninho, porá seus ovos, desenvolverá suas crias e as abrigará sob sua sombra. Também as águias ali se reunirão, cada uma com seu par. 16 Consultai o Livro do Eterno e procurai ler o que ali está escrito; nada disto deixará de ocorrer. Nenhum acontecimento faltará. Pois assim comandou Minha boca e Meu alento assim ordenou. 17 Ele os sorteou e Sua mão dividiu com uma linha de marcação. Para sempre a possuirão, pois nela viverão de geração em geração.

Yoel/Joel 3:
1 E ocorrerá então que derramarei Minha Ruach sobre toda carne e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos anciãos terão revelações e sonhos e visões ocorrerão a vossos jovens. 2 Também sobre vossos escravos e escravas verterei Minha Ruach naqueles dias 3 e mostrarei maravilhas nos céus e na terra, sangue, fogo e colunas de fumaça. 4 O sol se converterá em trevas e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia determinado pelo Eterno. 5 E todo aquele que invocar o Nome do Eterno será salvo; porque no monte Tsiyon e em Yerushalayim haverá um refúgio, conforme disse o Eterno e entre estes remanescentes estarão aqueles a quem o Eterno chamar.

Iyov/Jó 21:
1 Iyov contestou e disse: 2 Escutai atentamente minhas palavras e que isto seja vosso consolo. 3 Admiti pacientemente que eu vos fale e depois podeis rir-vos de mim. 4 São por acaso minhas queixas dirigidas aos homens? Por que não se impacientaria meu espírito? 5 Dai-me vossa atenção e ficareis assombrados e com a mão tapareis vossas bocas. 6 Quando recordo este assunto, me sinto confuso e todo o meu ser estremece. 7 Por que os ímpios vivem e alcançam a velhice, tornam-se poderosos e amealham fortunas? 8 Seus filhos se estabelecem muito bem junto deles e acompanham com o olhar o crescer de seus descendentes. 9 Seus lares são pacíficos e seguros, não são tingidos por medos e não se volta contra eles o bastão de Elohim. 10 Seu touro engendra sem fracasso; sua vaca dá à luz sua cria sem malogros. 11 Deixam livres seus filhos como um rebanho de ovelhas e eles dançam despreocupadamente. 12 Cantam ao som do tamborim e da lira e se regozijam ao som de uma flauta. 13 Veem transcorrer seus dias em prosperidade e baixam tranquilos à sepultura. 14 Entretanto, falam ao Eterno: ‘Afasta-Te de nós, pois não temos interesse em conhecer Teus caminhos. 15 O que é o Todo Poderoso para que O sirvamos e o que ganharemos se Lhe elevarmos preces’? 16 Mas suas prosperidade, em verdade, não está em suas mãos. Que eu esteja sempre distanciado do conselho dos malévolos! 17 Mas quantas vezes se apaga a luz da lâmpada dos iníquos e desaba sobre eles a calamidade? Quantas vezes, em Sua ira, Ele os atormenta, fazendo com que dores os atinjam? 18 Quantas vezes faz cm que sejam como poeira ante o vento, como palha que os ventos fortes arrastam? 19 Dizeis que o Eterno faz recair sobre os filhos a iniquidade dos pais? Que sobre ele mesmo caia a retribuição de seus atos! 20 Que seus próprios olhos vejam a destruição e que ele mesmo beba a ira do Todo Poderoso! 21 Pois que interesse tem por seu lar, depois que morre e a conta dos meses de sua vida foi fechada? 22 Será que alguém pretende ou pode ensinar sabedoria ao Eterno, se é Ele quem julga até os que estão no alto? 23 Uma pessoa morre na plenitude de suas forças, tranquilo e confiante, 24 quando seu corpo tem bastante gordura e a medula de seus ossos está bem nutrida. 25 Enquanto outra pessoa morre com a alma amargurada, sem nunca ter experimentado algo que fosse realmente bom. 26 Jazem da mesma forma no pó e os devoram igualmente os vermes. 27 Já conheço vossos pensamentos e percebo as artimanhas que vós, maliciosamente, planejam contra mim. 28 Pois dizeis: Onde se encontra a casa do príncipe? E onde está a tenda em que vivia o perverso’? 29 Não inquiristes aos viandantes? Não ignoreis seu testemunho, 30, pois o desencadear do mal aguarda o dia em que os pecadores serão expostos à Sua ira. 31 Mas quem ousará afirmar-lhes isto? Quem poderia fazer reparação por seus atos? 32 Porque ao sepulcro será conduzido e sua tumba já está preparada. 33 Dir-se-ia que as terras do vale são doces para ele; é seguido por todos os homens, assim como foi antecedido por muitos. 34 Como então me poderíeis confortar com palavras vãs, cheias de tanta perfídia? 

SHIRIM U'CHOCHMAH
Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 3:
6 Quem é esta que sobe do deserto como colunas de fumaça, perfumada de mirra, de incenso e de toda sorte de pós de especiarias? 7 Eis a cama de Sh’lomo: Sessenta valentes estão ao redor dela, dos valentes de Yisra’El; 8 todos armados de espadas, destros na guerra; cada um com a sua espada à coxa, por causa dos temores noturnos. 9 O rei Sh’lomo fez para si um tálamo de madeira do Líbano; 10 fez-lhe as colunas de prata, o estrado de ouro, o assento de púrpura e o interior coberto com o amor das filhas de Yerushalayim. 11 Saí, ó filhas de Tsiyon e contemplai o rei Sh’lomo, com a coroa com que o coroou sua mãe no dia do seu casamento e no dia do júbilo do seu coração! 

SHIR MIZMOR
Tehilim/Salmos 132:
1 Cântico de ascensão. Lembra-Te, ó Eterno, de David e de todas as aflições que o acometeram. 2 Como votos solenes e juramentos, fez ao Eterno, o poderoso de Ya’akov, afirmando: 3 Na tenda em que moro não entrarei, nem em meu leito buscarei repouso; 4 não concederei sono a meus olhos, nem cerrarei minhas pálpebras 5 até encontrar um lugar para o Eterno, uma Morada digna para o poderoso de Ya’akov. 6 Ouvimos que seria em Efrat e a encontramos nos campos de Yaar. 7 Entremos em Seus tabernáculos e prostremo-nos diante da base de Seus pés. 8 Ergue-Te, ó Eterno e vem ao lugar de Teu repouso, Tu e a Arca de Tua glória. 9 Que de justiça se revistam Teus sacerdotes e de regozijo cantem Teus fiéis. 10 Por amor a David, Teu servo, não rejeites Teu ungido. 11 Fez o Eterno a David uma promessa da qual não se retratará: “Um de teus descendentes farei ascender a teu trono. 12 Se guardarem teus filhos Minha aliança e Meus mandamentos cumprirem, segundo o que lhes hei de ensinar, também seus filhos, perpetuamente, sentar-se-ão em teu trono”. 13 Pois o Eterno elegeu Tsiyon como o lugar preferido para Sua morada, dizendo: 14 “Aqui sempre hei de morar, pois esta é Minha escolha. 15 Abençoarei abundantemente seus suprimentos; fartarei de pão seus necessitados. 16 Veste de glória e salvação fornecerei a seus sacerdotes e seus fiéis cantarão em regozijo. 17 Farei florescer a dinastia de David e uma luz prepararei para guiar Meu ungido. 18 Seus inimigos cobrirei de vergonha, enquanto sua coroa farei sempre resplandecer”.
 por Yossef BenYisra'El
Bom estudo e Shabat Shalom!


Nenhum comentário:

Postar um comentário