sexta-feira, 4 de outubro de 2013

CICLO TRIENAL (e vídeo) - SEDRAH 130 (Semana de 29 de setembro a 05 de outubro/2013)

(Shabat Shalom)
Torah: Devarim/Deuteronômio 9:1-29
Tema(s): Pecado e Intercessão de Mosheh
Haftarah: Melachim Beit/2ºReis 3; Iyov/Jó 40  Iyov/Jó 41
Tema(s): O reinado de Yehoram; YHWH responde a Iyov.
Shirim U’Chochmah: Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 2:8-17
Tema(s): Diálogo entre o amado e a amada (II)
Shir Mizmor: Tehilim/Salmos 130
Tema: Clamor das Profundezas
TORAH
Devarim/Deuteronômio 9:
1 Ouve, Yisra'El, hoje tu estás te preparando para cruzar o Yarden/Jordão. Quando tu chegares, tu expulsarás nações maiores e mais poderosas que tu, com grandes cidades, fortificadas até os céus. 2 Elas são uma grande nação, altos como gigantes. Tu conheces que tu tens escutado a expressão: ‘Quem pode resistir diante de um gigante? 3 Mas tu deves saber hoje que o Eterno, teu Elohim, é aqu’Ele que cruzará diante de ti. Ele é como um fogo consumidor e Ele subjugará essas nações diante de ti, rapidamente as expulsando e aniquilando, como o Eterno te prometeu. 4 Quando o Eterno os repelir diante de ti, não digas a ti próprio: ‘Foi por causa da minha virtude que o Eterno trouxe-me para ocupar esta terra’. Foi por causa da perversidade dessas nações que o Eterno as está expulsando diante de ti. 5 Não é por causa da tua virtude e integridade de coração que tu estás vindo para ocupar a terra deles, mas por causa da perversidade dessas nações as quais o Eterno está expulsando diante de ti. Também é porque o Eterno está mantendo a Palavra que Ele jurou a teus ancestrais, Avraham, Yits'chak e Ya'akov. 6 Portanto, sabe que não é por causa da tua virtude que o Eterno, teu Elohim, está te dando esta terra para ocupar, uma vez que tu és uma nação obstinada. 7 Lembra e jamais esqueças como tu provocaste o Eterno, teu Elohim, no deserto. Desde o dia em que tu deixaste o Egito até que vocês chegaram aqui, vocês têm sido rebeldes contra o Eterno. 8 Mesmo em Chorev/Horeb vocês provocaram o Eterno! E o Eterno esteve pronto para mostrar ira e destruir vocês. 9 Eu subi a montanha para apanhar as tábuas de pedra – tábuas da aliança que o Eterno fez com vocês. Eu permaneci na montanha 40 dias e 40 noites[1] sem comer alimento ou beber água. 10 O Eterno deu-me as duas tábuas escritas com o dedo do Eterno[2]. Sobre elas estavam escritas todas as Palavras que o Eterno declarou a vocês sobre a montanha, do fogo, no Dia da Assembleia. 11 Ao final de 40 dias e 40 noites, o Eterno deu-me as duas tábuas de pedra como tábuas da aliança. 12 Mas o Eterno então disse-me: “Levanta-te e desce depressa daqui! A nação que tu trouxeste do Egito tornou-se corrupta. Eles rapidamente desviaram-se do caminho que Eu lhes prescrevi e eles fizeram para si uma estátua fundida”. 13 O Eterno então disse-me: “Eu vi que esta nação é muito obstinada. 14 Apenas deixa-Me só[3] e Eu os destruirei, removendo o nome deles de debaixo dos céus. Eu então te farei numa nação  maior e mais numerosa que eles”. 15 Eu virei-me e desci da montanha. A montanha ainda ardia em fogo e as duas tábuas da aliança estavam nas minhas mãos. 16 Eu imediatamente vi que vocês tinham pecado contra o Eterno, Elohim de vocês, fazendo um bezerro fundido. Vocês foram rápidos em desviar-se do caminho que o Eterno, Elohim de vocês, tinha prescrito! 17 Eu agarrei as duas tábuas e as atirei das minhas duas mãos, quebrando-as diante dos seus olhos. 18 Eu então prostrei-me diante do Eterno e assim como os primeiros 40 dias e 40 noites, não comi qualquer alimento ou bebi água. Isso foi por causa do pecado que vocês cometeram, fazendo mal aos olhos do Eterno para provoca-Lo. 19 Eu aterrorizei-me com a ira e o furor que o Eterno estava dirigindo a vocês, ameaçando destruí-los. Mas o Eterno  também ouviu-me nessa ocasião. 20 O Eterno também expressou grande ira contra Aharon, ameaçando destruí-lo e assim, naquela ocasião, também rezei por Aharon. 21 Eu tomei o bezerro, a coisa pecaminosa que vocês tinham feito e eu o queimei no fogo. Eu então o pulverizei[4], moendo-o bem, até que ficou fino como pó e eu lancei o pó na corrente que fluía da montanha. 22 Em Tav'era[5], Massah[6] e Sepulturas do Desejo[7], vocês também provocaram o Eterno. 23 E em Kadesh Barnea[8], o Eterno lhes enviou e disse: “Rumem ao norte e ocupem a terra que Eu lhes dei”, mas vocês rebelaram-se contra a Palavra do Eterno, Elohim de vocês e não tiveram fé n'Ele ou Lhe obedeceram. 24 Vocês têm sido rebeldes contra o Eterno desde o dia em que os conheci! 25 De qualquer maneira, porque o Eterno disse que Ele os destruiria, eu prostrei-me diante do Eterno e fiquei prostrado por 40 dias e 40 noites. 26 Minha prece[9] ao Eterno foi: “Eterno! Elohim! Não destruas Tua nação e herança, que Tu libertaste com Tua grandeza e que Tu tiraste do Egito com mão poderosa. 27 Lembra Teus servos, Avraham, Yits'chak e Ya'akov. Não prestes atenção à teimosia dessa nação ou à perversidade e pecado deles. 28 “Não permitas que a terra donde Tu os tiraste diga: 'O Eterno tirou-os para matá-los no deserto porque Ele os odeia e não pôde trazê-los para a terra que Ele lhes prometeu'. 29 Além de tudo, eles são Teu povo e Tua herança. Tu os tiraste com Teu grande poder e com Teu braço estendido”!
___________________________________________________________
[1]D'varim/Deuteronômio 9:9 – 40 dias e 40 noites. Conforme descreve Shemot/Êxodo 24:“18 Mosheh entrou na nuvem e subiu a montanha. Ficou ali quarenta dias e quarenta noites”.
[2]D'varim/Deuteronômio 9:10 – Escritas com o dedo do Eterno. Conforme Shemot/Êxodo 31:“18 Tendo YHWH acabado de falar a Mosheh sobre o monte Sinai, entregou-lhe as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas com o dedo de Elohim”.
[3]D'varim/Deuteronômio 9:14 – Apenas deixa-Me só. Para que não haja intercessão ou para cessar de rezar. Conforme Shemot/Êxodo 32:“10 Deixa pois, que se acenda Minha cólera contra eles e os reduzirei a nada; mas de ti farei uma grande nação. YHWH estava de tal forma irado contra Aharon que queria matá-lo, mas Mosheh intercedeu também por Aharon”. Segundo o manuscrito do mar morto 4QpaleoExod e a Torah Samaritana, que aqui trazem texto semelhante ao de D'varim/Deuteronômio 9:20 – As demais versões encerram o passuk/versículo 14 após a palavra 'nação'.
[4]D'varim/Deuteronômio 9:21 – O pulverizei. Conforme Shemot/Êxodo 32:“20 Em seguida, tomando o bezerro que tinham feito, queimou-o e esmagou-o até reduzi-lo a pó, que lançou na água e a deu de beber aos b’nei Yisra'El”.
[5]D'varim/Deuteronômio 9:22 – Tav'era. Ver Bamidbar/Números 11:“3 Ele chamou o lugar Tav'erá/Queima, pois o fogo do Eterno os tinha queimado”.
[6]D'varim/Deuteronômio 9:22 – Massah. Ver  Shemot/Êxodo 17:“7. Chamaram esse lugar Massah e Merivah, por causa da contenda que os filhos de Yisra'El tiveram com ele e porque tinham provocado YHWH, dizendo: “YHWH está em nosso meio? E se não estiver”. Segundo o manuscrito do mar morto 4QExod. A Peshitta traz a expressão na afirmativa “vejamos se YHWH está ou não no nosso meio”. Já as demais versões trazem “Está YHWH no nosso meio ou não”?
[7]D'varim/Deuteronômio 9:22 – Sepulturas do Desejo. Ver Bamidbar/Números 11:“34 Mosheh chamou o lugar de Sepulturas-do-DesejoKivrot HaTaavah’, uma vez que foi nesse lugar que sepultaram as pessoas que tiveram esses desejos. 35 De Sepultura  do Desejo, o povo viajou para Chatserot. Eles permaneceram em Chatserot mais tempo do que planejaram”. Em hebraico a expressão tem origem em קבר kavar, uma raiz que pode significar ‘sepultar, ser sepultado, sepultar em massa’. Também a קבר kever ou no feminino קברה Kivrah procedente de (קבר kabar, uma raiz que pode significar ‘sepultar, ser sepultado, sepultar em massa), podendo significar ‘túmulo, sepultura, tumba’. Dessas raízes vem קברות התאוה kivroth HaTavah, procedente do feminino plural de (קבר keber ou no feminino קברה Kibrah.  É um nome masculino que pode significar: ‘túmulo, sepultura, tumba’) e [(תאוה tavah,  que é um nome feminino que pode significar: ‘desejo, vontade, anseios do coração de alguém, cobiça, apetite, concupiscência no mau sentido) coisa desejada, objeto de desejo] com a intercalação do artigo. Kivrot-HaTavah significa 'túmulos de cobiça'. Refere-se a um ponto de parada de Yisra'El no deserto a uma determinada distância do Sinai, próximo ao golfo de Ákaba. Ainda Em hebraico é תאוה Tavah, procedente de (אוה avah, uma raiz que pode significar ‘ desejar, inclinar-se a, cobiçar, esperar pacientemente, querer, suspirar, ansiar, ambicionar, aspirar, preferir, ansiar por comida e bebida, desejar com ardor referindo-se aos desejos corporais) podendo significar ‘desejo, vontade, anseios do coração de alguém, cobiça, apetite, concupiscência no mal sentido, coisa desejada, objeto de desejo’.
[8]D'varim/Deuteronômio 9:23 – Kadesh Barnea. De onde foram enviados os espiões. Ver Bamidbar/Números 13:“26 Quando eles chegaram, foram diretamente a Mosheh, Aharon e toda a comunidade Yisre’eliy, que estavam no Deserto de Paran, perto de Kadesh”. Encontramos em Bereshit/Gênesis 14:“7 Voltando, chegaram à fonte do julgamento, em Kadesh e devastaram a terra dos  amalekiy, assim como os amoriy que habitavam em Chatsatson-Tamar” e em Bereshit/Gênesis 16:“14 E por isso deu-se àquele poço o nome de Be’er-Lachai-Roí68; ele se encontra entre Kadesh e Bered”. A Peshitta traz a variante “entre Rakim e Gadar”, talvez para familiarizar seus leitores com o local em questão.  E ainda em Bereshit/Gênesis 20:“1 Avraham partiu dali para região do Negev. Estabeleceu-se entre Kadesh e Shur e viveu algum tempo em G’rar”.
[9]D'varim/Deuteronômio 9:26 – Minha prece. Ver Shemot/Êxodo 32:“10. Deixa pois, que se acenda Minha cólera contra eles e os reduzirei a nada; mas de ti farei uma grande nação”. YHWH estava de tal forma irado contra Aharon que queria matá-lo, mas Moshe intercedeu também por Aharon.”.

HAFTARAH
Melachim Beit/2ºReis 3:
1 E Yehoram[10] ben Achav reinou sobre Yisra’El em Shomron no décimo oitavo ano de Yehoshafat, o rei de Yehudah, reinando por doze anos. 2 E fez o que era mau as olhos do Eterno, porém, não como o seu pai e a sua mãe, porque tirou a estátua de Ba’al que seu pai fizera. 3 Contudo, aderiu aos pecado de Yarovam ben Nevat, que fizera Yisra’El pecar e não se separou deles. 4 E Meshach, o rei de Moav, era criador de gado e pagava como tributo ao rei Yisra’El cem mil cordeiros e cem mil carneiros com a sua lã. 5 Quando Achav morreu, o rei dos moaviy se rebelou contra o rei de Yisra’El 6 e o rei Yehoram saiu de Shomron, no mesmo dia e foi visitar todo Yisra’El. 7 E foi e enviou mensageiros a Yehoshafat, o rei de Yehudah, dizendo: ‘O rei dos moaviy se rebelou contra mim. Irás tu comigo à guerra contra os moaviy’? E ele disse: ‘Sim, irei! Eu serei como tu, o meu povo como o teu povo, os meus cavalos como os teus cavalos’! 8 E ele disse: ‘Por que caminho subiremos’? E ele disse: ‘Pelo caminho do deserto de Edom’. 9 E os reis de Yisra’El, de Yehudah e de Edom partiram e andaram rodeando com uma marcha de sete dias. Porém, o exército e o gado que os seguia não tinham água. 10 E o rei de Yisra’El disse: ‘Ah! O Eterno chamou estes três reis para entregá-los nas mãos dos moaviy’. 11 E Yehoshafat disse: ‘Não há aqui algum profeta do Eterno, para que consultemos o Eterno através dele? E um servo do rei de Yisra’El respondeu, dizendo: ‘Encontra-se aqui Elishah ben Shafat, que vertia água sobre as mãos de Eliyahu’. 12 E Yehoshafat disse: ‘A Palavra do Eterno está com ele’! E desceram a ele o rei de Yisra’El, Yehoshafat e o rei de Edom. 13 E Elishah disse ao rei de Yisra’El: ‘O que tenho eu contigo? Vai aos nevi'im de teu pai e aos nevi'im de tua mãe’! E o rei de Yisra’El lhe disse: ‘Não, porque o Eterno chamou a estes três reis para entrega-los nas mãos dos moaviy’! 14 E Elishah disse: ‘Assim como vive YHWH Tseva’ot, perante Quem estou, juro que se eu não respeitasse a presença de Yehoshafat, o rei de Yehudah, não olharia para ti, nem te veria. 15 Ora, tragam-me um músico’! E enquanto o músico tocava, a mão do Eterno veio sobre ele 16 e disse: ‘Assim disse o Eterno: “Fazei muitas covas neste vale”’! 17 Porque assim disse o Eterno: “Não vereis vento e não vereis chuva; contudo, este vale se encherá de tanta água que bebereis vós, o vosso gado e os vossos animais. 18 E isto ainda é pouco aos olhos do Eterno, porque entregará os moaviy nas vossas mãos. 19 E ferireis todas as cidades fortes e todas as cidades escolhidas e cortareis todas as boas árvores, entupireis todas as fontes de água e danificareis com pedras todos os bons campos”. 20 E de manhã, quando se fazia a oferta de oblação, vieram águas pelo caminho de Edom e a terra se inundou de água. 21 Ao ouvir todo o Moav que os reis tinham subido para batalhar contra eles convocaram todos os que usavam cinturões e daí para cima e puseram-se à fronteira. 22 Ao levantarem pela manhã e tendo o sol raiado sobre as águas, os moaviy viram defronte deles as águas vermelhas como sangue 23 e disseram: ‘Isto é sangue! Certamente os reis se destruíram à espada e se mataram um ao outro. Agora, vamos à presa Moav’! 24 E vieram ao acampamento de Yisra’El e os Yisre’elyim se levantaram e feriram os moaviy, que fugiram deles e continuaram a ferir Moav. 25 E arrasaram as cidades e cada um lançou pedras em todos os bons campos e os entulharam e entupiram todas as fontes de água e cortaram todas as boas árvores e mesmo de Kir Chareshet sobraram apenas pedras e então os atiradores a cercaram e a feriram. 26 Quando o rei de Moav viu que a batalha estava perdida para ele, tomou consigo setecentos homens que manejavam bem a espada para romperem contra o rei de Edom, mas não conseguiram. 27 E ele tomou o seu filho primogênito, que devia reinar em seu lugar e o ofereceu em oferta de elevação sobre a muralha, causando grande indignação em Yisra’El e por isso se retiraram dele e voltaram para a sua terra.
___________________________________________________________
[10] Melachim Beit/2ºReis 3:1 – Yehoram. Em hebraico temos: יהורם Yehoram, procedente de [יהוה YHWH, procedente de (היה hayah, uma raiz que pode significar: ‘Ser, tornar-se, vir a ser, existir, acontecer, sair, ocorrer, tomar lugar, vir a acontecer, vir a existir, erguer-se, aparecer, vir, tornar-se, tornar-se como, ser instituído, ser estabelecido, ser, estar, estar em existência, ficar, permanecer, continuar com referência a lugar ou tempo, estar em, estar situado com referência a localidade, acompanhar, estar com, ser feito, ser trazido, estar pronto, estar concluído, ter ido)]. É o nome próprio mais sagrado do Eterno Criador. YHWH significa 'Aquele que existe'. É o nome próprio do único Elohim verdadeiro. Considerado pela tradição como nome impronunciável, a não ser com a vocalização de [אדני Adonayuma forma enfática de Adoni, o plural majéstico. É um Nome masculino que pode significar ‘Meu Senhor quando referindo-se ao Eterno’, ‘senhor quando referindo-se aos homens’. Senhor – título, usado para substituir YHWH como expressão Yisre’eliy de reverência] e (רום rum, uma raiz que pode significar ‘ erguer, levantar, estar alto, ser elevado, ser exaltado, ser alto, estar colocado no alto, ser erguido, ser enlevado, ser exaltado, criar filhos, fazer crescer, exaltar, enaltecer, ser levantado, elevar, recolher, estabelecer, erigir, estar nas alturas, levantar e levar, remover, erguer e apresentar, contribuir, ofertar, ser retirado, ser abolido, exaltar-se, engrandecer-se, estar podre, estar tomado por vermes). É um nome próprio masculino que pode significar. Portanto, יהורם Yehoram que em português, respeitado transliterado, é grafado como ‘Jeorão ou Jorão’ significa 'YHWH é exaltado'. Refere-se ao filho do rei Yehoshafat/Josafá, de Yehudah e, ele próprio, rei de Yehudah por oito anos; sua esposa era a perversa Atalia que, provavelmente, foi quem fez com que a nação de Yehudah decidisse pelo culto a Ba’al ou a um filho do rei Achav/Acabe, do reino do norte, Yisra'El e, ele próprio, rei de Yisra'El durante doze anos. Foi assassinado por Yehu/Jeú no mesmo local de terra onde seu pai tinha matado Nabot, cumprindo-se assim cada letra da profecia de Elias ou ainda a um sacerdote no reinado de Yehoshafat/Josafá.
          
Iyov/Jó 40: 
1 Ainda em resposta a Iyov, disse o Eterno: 2 “Pode ser arrogante quem pretende contender com  Eterno? Quem discute com o Todo Poderoso deve responder às Suas Palavras”! 3 Iyov então respondeu ao Eterno e disse: 4 Reconheço minha deficiência. O que Te posso responder? Cerro minha boca com a mão. 5 Falei uma vez, mas não Te posso responder outra vez; nada mais Te posso dizer. 6 Respondeu-lhe então o Eterno, em meio a um turbilhão e disse: 7 “Cinge teu corpo como o de um homem verdadeiramente valoroso. Eu te perguntarei e tu hás de Me responder. 8 Quererás, porventura, desqualificar Meu julgamento? Ou talvez condenar a Mim para te justificares? 9 Acaso tens um braço com a extensão do que tem Elohim e podes fazer trovejar como faz Sua voz? 10 Cobre-te então com majestade e grandeza e reveste-te de glória e beleza! 11 Descarrega então o furor de tua ira. Observa todos os que exalam orgulho e os rebaixa. 12 Humilha os que exibem sua arrogância e abate os ímpios, onde quer que estejam. 13 Envolve-os, a todos, sob a poeira do chão; confina suas faces a um lugar que seja oculto. 14 Então, também Eu afirmarei que tua própria destra te pode salvar. 15 Considera agora um animal gigantesco que, como a ti, também criei. Ele come erva como um boi. 16 Sua força se manifesta em seu corpo, até mesmo nos músculos de seu ventre. 17 Quando quer, endurece sua cauda como um cedro e seus músculos são entrelaçados como cordas. 18 Seus ossos são como tubos de cobre; suas costelas, como barras de ferro. 19 Ele foi o começo de Minha criação; somente quem o criou pode dele aproximar sua espada. 20 Nas montanhas encontra seu alimento e em sua volta andam outros animais. 21 Ele repousa sob os lotos[11] nos esconderijos das plantas dos pântanos. 22 O recobre a sobra dos lotos; os salgueiros o envolvem. 23 Se transborda o rio, ele nem sequer estremece; sente-se confiante mesmo que flua o Yarden por sua boca. 24 Poderia alguém o arrastar ou prender em seu focinho um laço? 25 És capaz de pescar o Levyatan com um anzol? Ou amarrar uma corda à sua língua? 26 Podes prender com um anel seu nariz? Ou perfurar sua mandíbula com um gancho? 27 Ele te faria súplicas? Ou te falaria com suaves palavras? 28 Faria um convênio contigo, para que o admitisses como um perpétuo servo? 29 Brincarias com ele como se fosse um passarinho? Ou o manterias preso para divertimento de tuas filhas? 30 Fariam dele um banquete os pescadores? Repartiriam seus pedaços entre os mercadores? 31 Podes rechear a sua pele com farpas e sua cabeça com arpões? 32 Põe sobre ele tua mão. Pensa na luta que terias que enfrentar e desistirás”.

Iyov/Jó 41:
1 ‘Vã é a esperança de vencê-lo; não desfaleceria qualquer um, só em vê-lo? 2 Ninguém tem a ousadia de atrever-se a enfrentá-lo. Quanto mais, ante Mim, quem ousaria manter-se em pé? 3 Quem Me deu algo que me traga a obrigação de ressarci-lo? Pois tudo que existe sob a extensão dos céus a Mim pertence. 4 Guardaria Eu silêncio ante sua arrogância, sua fala orgulhosa ou suas palavras escolhidas? 5 Quem descobriu a superfície da veste? Quem se arriscará entre duas presas? 6 Quem pode escancarar as portas de sua face? Pois terror inspiram seus dentes. 7 Suas presas sã seu orgulho, unidas umas às outras com se estivessem seladas. 8 Cada uma está tão próxima da outra que nem sequer o ar passa entre elas. 9 Estão unidas uma à outra de tal forma que não podem ser afastadas. 10 Seu resfolegar provoca raios de luz e seus olhos são como as pálpebras da aurora. 11 De sua boca parecem sair tochas chamejantes com centelhas faiscando à Sua frente. 12 De Suas narinas sai vapor como de uma panela fervente ou juncos sendo queimados. 13 Sua respiração acende carvões e uma chama sai de Sua boca. 14 Seu pescoço demonstra Sua força e temor caminha à Sua frente. 15 As escamas que O revestem são todas unidas. Estão firmemente assentadas sobre Ele e não podem ser arrancadas. 16 Seu coração é duro como uma pedra; duro como a pedra de um moinho. 17 Quando Se ergue, até os mais corajosos se atemorizam. Desesperados, unem-se em grupo. 18 Se alguém O atacasse com uma espada, nenhum efeito causaria; tampouco a lança, o ferrão ou a flecha. 19 Para Ele, o ferro é como a palha e o bronze, como madeira podre. 20 As flechas não provocam Sua fuga. As pedras da funda se estilhaçam. 21 As maçãs se quebram; ri-Se do brandir da lança. 22 Deita-Se sobre os cacos mais pontudos e parece estar sobre uma camada macia de lama. 23 Faz ferver o fundo como uma chaleira. Faz o mar se assemelhar a um caldeirão fervendo. 24 Brilha atrás d’Ele o rastro que deixa; pensar-se-ia que embranqueceu o mar. 25 Nada há sobre a terra que com Ele se pareça, por ter sido feito para a nada temer. 26 Observa de baixo para cima as coisas elevadas; é rei sobre todas as feras orgulhosas’.
_______________________________________________________________________________
[11] Iyov/Jó 40:21 – Lotos. Guarda relação com o vocábulo hebraico צאל tse’el ou no plural צאליםsignificando ‘ser esbelto’.  É um nome masculino que pode significar ‘um tipo de lotos’ ou ‘um arbusto de lotos espinhoso’. 

SHIRIM U'CHOCHMAH
Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 2:  
8 Esta é a voz do meu Amado: Ei-Lo aí, que já vem saltando sobre os montes, pulando sobre as colinas. 9 O meu Amado é semelhante ao corço ou ao filho dos veados; eis que está detrás da nossa parede, olhando pelas janelas, reluzindo pelas grades. 10 O meu Amado responde e me diz: “Levanta-te, Minha amiga, ó Minha formosa e vem! 11 Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou e se foi. 12 As flores se mostram na terra, o tempo de cantar chega e a voz da rola se ouve em nossa terra. 13 A figueira brotou os seus figuinhos e as vides em flor dão o seu cheiro; levanta-te, Minha amiga, ó Minha formosa e vem! 14 Ó Minha pomba, que andas pelas fendas das rochas, n culto dos degraus! Mostra-Me a tua face, faze-Me ouvir a tua voz, porque a tua voz é agradável e a tua face, aprazível! 15 Segurai para nós as raposas, as raposinhas que fazem mal aos vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor”. 16 O meu Amado é meu e eu sou d’Ele, aqu’Ele que apascenta entre os lírios! Até que sopre o dia e fujam as sombras; volta, meu Amado! 17 Faze-Te semelhante ao corço ou ao filho dos veados sobre os montes longínquos e divididos.

SHIR MIZMOR
Tehilim/Salmos 130:
1 Um cântico de ascensão. Das profundezas do abismo clamo a Ti, ó Eterno! 2 Ouve minha voz e permita que estejam atentos os Teus ouvidos a meu brado suplicante. 3 Se mantivesses diante de Ti a imagem de todas as nossas iniquidades, quem mereceria subsistir? 4 Mas Tu manténs aberta a porta do perdão, para que possas ser reverenciad com amor e respeito. 5 Pelo Eterno aguardo esperançoso, por Sua palavra de perdão espero, por Ele minha alma anseia. 6 Mais que o vigia noturno busca a chegada do alvorecer, sim, mais do que ele anseia pelo amanhecer, deseja minha alma o Eterno. 7 Ó Yisra’El, põe no Eterno toda a tua esperança, pis n’Ele está a benignidade e cm Ele vem a redenção. 8 Certamente Ele redimirá Yisra’El de todas as suas iniquidades.
 por Yossef BenYisra'El
Bom estudo e Shabat Shalom!


Nenhum comentário:

Postar um comentário