segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

CICLO TRIENAL - SEDRAH 99 (Semana de 10 a 16 de fevereiro/2013)

Torah:    Bamidbar/Números 5:11 - 31     
Tema(s):  O Rito da Infidelidade
Haftarah:  Yeshayahu/Isaias 5; Yirmyiahu/Jeremias 13
Tema(s)    A Vinha de YHWH; O cinto e os odres de vinho
Shirim u’Chochmah: Tehilim/Salmos 99; Mishlei/Provérbios 30:1-6
Tema(s):  O Rei dos Povos; Palavras de Agur (I)
Reflexão: Sefer Chochmah Yeshua ben Sirach/Livro da Sabedoria de Yeshua filho de Sirach 29

PERGUNTAS

1 - Em sua opinião, seria possível realizar o ritual de águas amargas hoje? Justifique sua resposta.

2 - Qual a principal queixa de YHWH contra Yehudá (Judá) em Yeshayahu/Isaías 5?

3 - Quais as semelhanças e diferenças entre a queixa de Yeshayahu/Isaías 5 e a de Yirmiyahu/Jeremias 13?

4 - Qual o principal motivo dado pelo salmista em Tehilim (Salmos) 99 para exaltarmos a HaShem?

5 - Mishlei (Provérbios) 30:4 indaga se alguém sabe o nome do filho do Eterno (tal expressão costuma ser muito usada em outras religiões para justificar que HaShem teria gerado outro ser). No Tanach, contudo, quem é chamado de filho de Elohim?

TEHILIM/Salmos 99
(na perspectiva semita)

Quando reinar o Eterno, tremerão todos os povos. Ante Seu trono, apoiado sobre querubins, estremecerá a terra. Grande é o Eterno em Tzión, soberano entre todos os povos. Louvado será Seu Nome, grande e temível, pois Ele é Sagrado. Poderoso é o Rei que ama a justiça; Ele estabeleceu a retidão e, com eqüidade e direito, julga Yac'kov. Exaltai ao Eterno, nosso Elohim, e prostrai-vos a Seus pés, pois santo é Ele. Mosheh e Aharon estavam entre Seus sacerdotes e Samuel entre os que invocaram Seu Nome. Invocavam o Eterno, e Ele lhes respondia. Na coluna de nuvem lhes falava, e eles obedeciam Seus estatutos e todas as leis que lhes transmitia. Tu lhes respondestes, ó Eterno, nosso Elohim, mostrando ser um Elohim que perdoa, mas que também pune as transgressões. Exaltai o Eterno, nosso Elohim, e prostrai-vos no Seu santo Monte, porque santo é o Eterno, nosso Elohim.
Transliterado
Adonai malách yirguezú amim, ioshev keruvim tanút haárets. Adonai betsión gadol, veram hu al col haamim. Iodú chimchá gadol venorá, cadosh hu. Veóz mélech mishpát ahev, atá conánta mesharim, mishpát uts’dacá beiaacóv atá assíta. Romemú Adonai Elohênu, vehishtachavú lahadom ragláv, cadosh hu. Moshe veaharon bechoanav, ushmuel becoreê shemo, corim el Adonai vehu iaanem. Beamúd anan iedaber alehêm, shamerú edotáv vechóc nátan lámo. Adonai Elohênu atá anitam, El nossê hayíta lahem, venokêm al alilotam. Romemú Adonai Elohênu vehishtachavú lehar codshó, ki cadosh Adonai Elohênu.

Cantando o Tehilim 99


ECLESIÁSTICO/Ben Sirach 
Capítulo (Perek) 29
Ira, Furor e Vingança

1 Quem quer vingar-se encontrará a vingança do Senhor, que pedirá severas contas dos seus pecados.
2 Perdoa ao próximo que te prejudicou: assim, quando orares, teus pecados serão perdoados.
3 Um ser humano guarda raiva contra outro: como poderá pedir a Elohim a cura?

4 Se não tem compaixão do seu semelhante, como poderá pedir perdão dos seus pecados?
5 Se ele, que é um mortal, guarda rancor, como é que pede perdão a Elohim? quem é que vai interceder pelos seus pecados?
6 Lembra-te do teu fim e deixa de odiar;
7 pensa na destruição e na morte, e persevera nos mandamentos.
8 Pensa nos mandamentos e não guardes rancor do teu próximo.
9 Pensa na aliança do Altíssimo e não leves em conta a falta alheia.

Evitar as Contendas
10 Abstém-te das contendas e diminuirás os pecados:
11 quem é irascível provoca as disputas e o pecador perturba os amigos, lançando a inimizade no meio dos que viviam em paz.
12 Como no bosque o fogo se alastra em proporção da lenha, assim a ira se inflama conforme o poder da pessoa: segundo a sua riqueza crescerá sua cólera.
13 Uma contenda súbita acende o fogo, uma disputa violenta derrama sangue e a língua acusadora traz a morte.
14 Se assoprares na centelha, ela se inflamará; se cuspires sobre ela, se apagará: ambas as coisas saem da tua boca.

Maldita Maledicência
15 A pessoa mexeriqueira e de duas falas é maldita: arruinou a muitos que viviam em paz. 16 A língua do caluniador inquietou a muitos e os dispersou de nação em nação;
17 destruiu as cidades amuralhadas dos ricos e subverteu as casas dos grandes;
18 arruinou as forças dos povos e desfez nações poderosas.
19 A língua caluniadora fez com que mulheres de valor fossem repudiadas e as despojou do fruto de seus trabalhos.
20 Quem a levar em conta não terá descanso, nem terá amigo com quem repousar.
21 O golpe do chicote produz a contusão, mas o golpe da língua quebra os ossos;

22 muitos caíram ao fio da espada, mas não tantos como os que pereceram por causa da língua.
23 Feliz aquele que dela está protegido, que não passou por sua ira, que não atraiu o seu jugo e que pelas suas cadeias não foi preso.

24 Pois seu jugo é jugo de ferro e sua cadeia é cadeia de bronze;
25 a morte que ela provoca é terrível, e é melhor o túmulo do que ela.
26 Ela, porém, não obterá o domínio dos justos, os quais não serão atingidos pela sua chama. 

27 Os que abandonam a HaShem cairão em seu poder: ela arderá neles e não se apagará, lançar- se-á contra eles como um leão e como um leopardo os ferirá.
28 Cerca os teus ouvidos com espinhos e não queiras ouvir a língua perversa, mas põe na tua boca portas e ferrolhos.
29 Guarda com cuidado tua prata e teu ouro e para tuas palavras prepara uma balança, além de freios bem ajustados para tua boca.
30 Toma cuidado para que não venhas a escorregar com a língua e não caias à vista dos inimigos que te espreitam, e a tua queda não seja incurável nem mortal. 

Bom estudo e Shavuah Tóv!

3 comentários:

  1. Shalom família, "Blog Torah da Vida"!
    Bem, essa Sedrah de nº 99 juntamente com essas pertinentes perguntas, me conduziram a repetidas reflexões durante a semana; e devido a mesma ter buscado extrair respostas objetivas de cada estudante, percebi que essa Sedrah 99, pôde trazer luz ao meu entendimento referente as consequências que enfrentamos ao rejeitarmos a Torah do Eterno e nos enveredarmos pelo caminho do orgulho, mentira, adultério e o pior, na idolatria. "não que os outros erros não sejam graves" mas penso que perdermos o referencial de quem é o nosso Elohim é não ter identidade... Bem, pude compreender também que o Eterno rege o cetro de justiça mas também o de equidade para com todos que guardam suas instruções. Porém achei muito perspicaz a 5º pergunta, rs "Quem sabe o nome do filho do Eterno?", pois é, em outros tempos eu diria qualquer outro nome, menos Yisa'el! rs... devido aprender assim com as "religiões pagãs", mas agora não! Agora em teshuvá, percebo que o Eterno tem graciosamente desvelado sua vontade para mim, a qual é o retorno e obediência à sua Torá da Vida!
    Nessa postagem, cantando o Tehilim 99, achei interessante porque o tehilim foi cantado de forma alegra e deu até para eu conseguir tocá-lo no meu violão! Amei essa ideia! Bem, acho que já comentei por d+, rs... Na verdade só quero deixar aqui minha gratidão ao Eterno e a vocês que de forma tão eficaz tem me ajudado. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shabat Shalom, Haline!
      A Torah é o Manual de Vida dos Filhos de HaShem! Se fôssemos acostumados desde cedo a enxerga-la sem os sofismas que as religiões pagãs introduziram, certamente, o entendimento seria maior que as interpretações.
      Neshkot, chaverah!

      Excluir
    2. Concordo absolutamente com seu comentário Chaverah!!
      Sou grata ao Eterno por conceder-me a alegria de retorno a sua Torah ainda jovem! Obrigada a todos você que de forma significativa vem ajudando-me a prosseguir no caminho. Bjo.

      Excluir