sábado, 5 de janeiro de 2013

CICLO TRIENAL - SEDRAH 93 (Semana de 30/dez/2012 a 05 de janeiro/2013)

(Estudo da Sedrah Semanal)
Torah:    Vaiykrah/Levítico 25:35 - 26:2         
Tema(s):  Resgate de Pessoas
Haftarah:  Sh'muel Alef/1 Samuel 28; Iyov/Jó  19;  Yirmiyahu/Jeremias 40, 50
Tema(s)     A Feiticeira de Endor; A Fé de Iyov; A Partida de Yirmyiahu e A Queda da Babilônia         
Shirim u’Chochmah: Tehilim/Salmos 93; Sefer Chochmah Yeshua ben Sirach/Livro da Sabedoria de Yeshua filho de Sirach 23
Tema(s):  A Majestade do Eterno

TEHILIM/Salmos 93
(na perspectiva semita)
Mizmor leDavid. Reina o Eterno e majestade O reveste; sim, força e majestade O revestem. Firme e inabalado está o mundo por Ele criado. Desde a mais remota antiguidade, firme é o trono do Eterno. Elevam os rios a voz de suas águas fragorosas. Acima, porém, do bramido das águas mais volumosas, acima do quebrado das vagas do mar, está o Eterno, que é poderoso nas alturas! Fidelíssimos são os Teus testemunhos; santidade embelezará Tua casa, ó Eterno, agora e para todo o sempre.
Transliterado:
Adonai malách, gueút lavesh, lavesh Adonai, oz hit’azar, af ticon tevel bal timot. Nachon kis’achah meaz, meolam áta. Nasseú neharot Adonai, nasseú neharot colam, is’ú neharot doch’iám. Micolot máyim rabim, adirim mishberê iam, adir bamarom Adonai. Edotêcha neem’nu meod, levetechah naava codesh, Adonai leórech iamim. 

ECLESIÁSTICO/Ben Sirach 
Capítulo (Perek) 23
Como tratar os insensatos

1 Senhor, Pai e Soberano de minha vida, não me abandones ao arbítrio deles nem permitas que eu caia por sua causa.
2 Quem aplicará açoites aos meus pensamentos e no meu coração infundirá a instrução da Sabedoria, para que não me poupem nos meus erros e não apareçam meus delitos?

3 Dessa forma meus erros não aumentarão nem se multiplicarão os meus delitos, e meus pecados não se avolumarão; não cairei à vista dos meus adversários e meu inimigo não se alegrará à minha custa!
4 Senhor, Pai e Elohim da minha vida, não me abandones às suas sugestões.
5 Não me dês a arrogância dos olhos e afasta de mim todo mau desejo.
6 Tira de mim as concupiscências do ventre, e as do leito não se apoderem de mim; e não me entregues ao desejo irreverente e impudico.

7 [Instrução sobre a boca.] Ouvi, filhos, a instrução sobre a boca: quem a guardar, não será surpreendido pelos lábios nem tropeçará em atos perversos.
8 O pecador será apanhado por seus lábios, e o maldizente e soberbo tropeçará por eles.
9 Não acostumes tua boca ao juramento: muitas têm sido as quedas por causa dele.

10 O nome de Elohim não seja freqüente em tua boca nem o mistures aos nomes de seus anjos pois não estarás imune de ofendê-los.
11 Como o escravo, freqüentemente investigado, não pode ficar livre das marcas dos golpes, assim, quem jurar e pronunciar o Nome sagrado a toda hora, não ficará livre de pecado.

12 Quem muito jura, enche-se de iniqüidade e a praga não se afastará de sua casa.
13 Se jurar por inadvertência, seu delito virá sobre ele; se o fizer por leviandade, pecará duplamente.
14 Se jurar em vão, não será justificado e a sua casa se encherá de males.
15 Há ainda outro modo de falar, comparável à morte: não seja ele encontrado na herança de Ya'acov
16 Dos que temem a Elohim todas essas coisas estão afastadas, e eles não se envolverão nesses pecados.
17 Tua boca não se habitue a grosserias descontroladas, pois nelas sempre há pecado.
18 Lembra-te de teu pai e de tua mãe quando te sentares no meio dos grandes:
19 para que não venhas, na presença destes, a esquecer quem tu és e, envaidecido com a tua assiduidade junto a eles, chegues a sofrer injúria. Então preferirias não ter nascido, e chegarias a maldizer o dia do teu nascimento.
20 Quem se habituou a destratar os outros não se corrigirá pelo resto dos seus dias.

O homem dado à sensualidade
21 Dois tipos de gente multiplicam os pecados e um terceiro atrai a ira e a perdição: 
22 a paixão ardente, como fogo aceso que não se extingue enquanto não se saciar;
23 aquele que se entrega à sua própria sensualidade, que não pára enquanto não acende o fogo...
24 – para quem se entrega à sensualidade, todo pão é saboroso: só deixará de prová-lo quando morre –

25 e quem é infiel ao leito matrimonial debochando no seu coração e dizendo: “Quem me vê? 
26 As trevas me rodeiam, as paredes me escondem, ninguém me olha; de quem tenho medo?
"O Altíssimo não se lembrará dos meus pecados!"
27 E não percebe que o olhar divino vê tudo, porque o medo desse homem expele de si o temor de Deus. Seu medo são os olhos das outras pessoas
28 e não sabe que os olhos do Senhor são muito mais luminosos que o sol, controlando todos os caminhos humanos e a profundeza do Abismo, e perscrutando os corações dos mortais nos seus recantos mais secretos.

29 Pois ao Senhor e Elohim eram conhecidas todas as coisas antes de serem criadas, e assim, depois de as ter feito, ele as controla todas.
30 Tal homem será punido nas praças da cidade e afugentado como potro selvagem e, quando menos esperar, será preso.

31 Será desonrado diante de todos, pelo fato de que não compreendeu o temor do Senhor.
A mulher infiel
32 Assim também é toda mulher que abandona seu marido e que faz um herdeiro em outro casamento.
33 Primeiro, ela foi infiel à lei do Altíssimo; segundo, pecou contra seu marido; terceiro, prostituiu-se no adultério e teve filhos de outro marido.

34 Ela será trazida para a assembléia e se fará uma inquisição sobre seus filhos;
35 seus filhos não lançarão raízes e seus ramos não darão fruto:
36 sua memória será entregue à maldição e não se apagará a sua desonra.
37 E reconhecerão, os que vierem depois que nada há melhor do que o temor de HaShem e que nada é mais doce do que observar os mandamentos do Senhor.

38 É grande glória seguir o Senhor: é dele que se receberá uma longa vida. 

Shabat Shalom u'mevorach!




Nenhum comentário:

Postar um comentário