quarta-feira, 7 de novembro de 2012

CICLO TRIENAL LEYELADIM - SEDRAH 84 (AS LEIS DE TSARA'AT E METSORAH)

Shalom Yeladim,
A Sedrah desta semana encerra o ciclo de estudos sobre tazriah - metsorah, o seja, situações que, biblicamente, podem tornar, não só uma pessoa "metsorah/impura",  mas também a sua casa.
Vamos ao estudo!
PRINCÍPIOS PRESENTES NAS LEIS DE KASH'RUT E METSORAH
Vayicrah/Levítico 11 a 15
Estudando esses 5 capítulos de Vayicrah, pudemos perceber a preocupação de HaShem em nos orientar sobre tudo aquilo que se refere a pureza, seja em relação às coisas sagradas ou associada à pureza física do ser humano. Este ideal de pureza envolve tanto o que entra no corpo (comida); como o que sai do corpo (impurezas) e o que tocamos, pois, a impureza não pode ter comunhão com Aquele que é Kadosh. 
Portanto, estarmos em santidade/pureza deve ser também a nossa motivação para que, segundo as Escrituras, possamos estar na presença de HaShem.
As Leis sobre impurezas, vistas em Vayicrah, tem como finalidade, "proteger" Israel das práticas pagãs, quando de seu contato com outros povos, e garantir que o culto a HaShem seja diferente do culto aos deuses das nações.
Se os israelitas pudessem ter comunhão com todas as práticas dos povos pagãos e se casassem ou dessem em casamento seus filhos e filhas, consequentemente, isso facilitaria a introdução da idolatria no meio do povo.
Logo, regras como alimentação kasher e pureza cerimonial foram instituídas com o propósito de estabelecer separação entre O Santo e o profano (o puro e o impuro).
Vimos que essas regras também se aplicavam quanto aos animais que eram levados ao Templo, como oferenda. Nenhum animal aleijado ou defeituoso, era aceito como oferta, pois, para o Eterno tinha de ser o melhor.
Portanto:
Esses capítulos de Vayicrah nos alertam para:
  • Não nos contaminarmos comendo aquilo que YHWH nos diz que não serve para alimento;
  • Não nos contaminarmos com aquilo que está relacionado à morte (não tocando em cadáveres de animais ou humanos);
  • Não nos contaminarmos com tzara'at (lepra) (não fazendo ou ouvindo Lashon Harah/fofocas sobre outras pessoas, para não sermos privados do relacionamento com a Kehilah e, principalmente, com HaShem);
  • Não nos contaminarmos com a impureza do fluxo feminino ou masculino.
  • (Ao chamar a atenção sobre isso, HaShem simplesmente, está zelando não somente pela saúde do doente, como também pela integridade física daqueles que convivem com ele). 
Enfim, Yeladim, essas regras estão repletas de bons princípios para a nossa vida física e espiritual, afinal, tudo o que YHWH fez e faz tem como objetivo nos proteger.
Shavuah Tóv!

Nenhum comentário:

Postar um comentário