sexta-feira, 30 de novembro de 2012

"A O.N.U. ACABA DE RECONHECER PARCIALMENTE O ESTADO DA PALESTINA"

"Nações Unidas (ONU), 29 nov (EFE).- A Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou nesta quinta-feira por maioria absoluta uma resolução que reconhece a Autoridade Nacional Palestina (ANP) como um Estado observador não-membro." 
fonte:  http://br.noticias.yahoo.com

COMENTÁRIO

A ONU acaba de reconhecer, pelo menos parcialmente, o "Estado" da Palestina. O curioso é que o nome "Palestina" deriva do nome "Província da Palestina", utilizado pelo imperador Adriano como o novo nome para a "Província da Judéia". 

Em seu ódio contra os judeus, Adriano escolheu deliberadamente o nome "Palestina", extraído da obra do historiador grego Heródoto, e cuja raíz é o nome hebraico "Feleshet" (Filistéia), como forma de homenagear os maiores inimigos dos judeus.

Semelhantemente, líderes árabes já afirmaram com todas as letras que a existência do Estado Palestino tem por principal objetivo de eliminar Israel. O mesmo plano de Adriano. Plano esse que as Nações Unidas acaba de legitimar de forma covarde.

Ai de vós, nações do planeta, pois é contra YHWH Elohim que se levantam em vossa iniquidade. E o Dia de YHWH não tardará a chegar. Ele não se calará diante desse ato monstruoso, e o destino das nações será o mesmo de todos os impérios que se levantaram covardemente contra o pequenino servo de YHWH.

Ai do Brasil, e de todas as nações que juntas assinaram esse ato de iniquidade, pois YHWH disse do Seu povo: Amaldiçoarei os que te amaldiçoarem. Tempos terríveis virão sobre aqueles que contribuíram para esse ato de iniquidade. E serão feridos pela mesma serpente que ajudam a criar, pois o ódio do Islã se voltará contra o Ocidente. E, em sua angústia, conhecerão que YHWH é Elohim sobre toda a terra.

Nós, judeus, agradecemos aos EUA, ao Canadá, à República Tcheca, Palau, Nauru, Micronésia, Ilhas Marshall e Panamá, que tiverem a coragem de defender a justiça e a retidão. 

Apesar do mundo se voltar mais uma vez contra nós, reafirmamos nossa confiança em YHWH:

"Não temas, tu bichinho de Ya'akov, povozinho de Israel; Eu te ajudo, diz YHWH, e o Teu Redentor é o Santo de Israel." (Yeshayahu/Isaías 41:14)

YHWH, ouve o nosso clamor, e manifesta a Tua misericórdia para com o Teu servo. Perdoa nossas transgressões! Redime o Teu povo do Exílio, ouve as lágrimas dos teus filhos diante da nossa angústia, e salva-nos das mãos dos nossos inimigos, pois é o Teu Nome que blasfemam as nações idólatras, e o Teu monte que ocupam com imundícia e iniquidade. Atenta para a nossa oração, e vem ao nosso resgate, pois só Tu podes nos salvar! Faz cessar de correr o sangue inocente de nossos filhos nas mãos dos nossos opressores, e guarda os portões do Teu povo, pois somos chamados pelo Teu Nome. Amen.

fonte: Torahviva.org

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

CICLO TRIENAL - SEDRAH 88 (Semana de 25 de novembro a 01 de dezembro/2012)

Torah:   Vaiykra/Levítico 19:1-20:27         
Tema(s):  Leis diversas e castigos.
Haftarah:  Melachim Beit/2ºReis 10 e 21; Yeshayahu/Isaías 10; Amós 6
Tema(s)    Yehu e a família de Achav; Reinado de Menasheh e Amon; Contra a iniquidade.         
Shirim u’Chochmah: Tehilim/Salmos 88; Sefer Chochmah Yeshua ben Sirach/Livro da Sabedoria de Yeshua filho de Sirach 18
Tema(s):   Clamor do desesperado; A grandeza de Elohim e a insignificância do homem.

TEHILIM/Salmos 88
(na perspectiva semita)
Um Tehilim e cântico dos Filhos de Corach. Do mestre de canto. Para a doença. Para a aflição. Poema. De Heyman[1], o Ezrachi[2]YHWH, meu Eterno salvador, de noite eu grito a Ti: que minha prece chegue à Tua presença, inclina Teu ouvido ao meu clamor. Pois minha alma está cheia de males e minha vida está à beira do Sheol; sou visto como os que baixam à cova, tornei-me um homem sem forças: Despedido entre os mortos, como as vítimas que jazem no sepulcro, das quais já não Te lembras, porque foram separadas de Tua mão. Puseste-me no fundo da cova em meio a trevas nos abismos; Tua cólera pesa sobre mim, Tu derramas Tuas vagas todas. Afastaste de mim meus conhecidos, tornaste-me repugnante a eles: Estou fechado e não posso sair, com a miséria meu olho desgastou-se. YHWH eu Te invoco todo o dia estendendo as mãos para Ti: "Realizas maravilhas pelos mortos? As sombras se levantam para Te louvar? Falam do Teu amor nas sepulturas, da Tua fidelidade no lugar da perdição? Conhecem Tuas maravilhas na treva e Tua justiça na terra do esquecimento"? Quanto a mim, YHWH eu grito a Ti, minha prece chega a Ti pela manhã; por que me rejeitas, YHWH e escondes Tua face longe de mim? Sou infeliz e moribundo desde a infância, sofri Teus horrores, estou esgotado; passaram sobre mim Teus furores, Teus terrores me deixaram aniquilado. Eles me cercam como água todo o dia envolvem-me todos juntos de uma vez. Tu afastas de mim meus próximos e amigos, a treva é a minha companhia.


[1] Tehilim/Salmos 88:1 – Heyman. Em hebraico é: הימן Heyman, provavelmente procedente de (אמן aman, uma raiz que pode significar: Apoiar, confirmar, ser fiel, manter, nutrir, pai adotivo como substantivo, mãe adotiva no sentido de enfermeira, pilares, suportes da porta, ser estável, ser carregado, firmar, ser carregado por uma enfermeira, firmado, certificado, duradouro, confirmado, estável, seguro, verificado, digno de confiança, confiável, permanecer firme, confiar, ter certeza, acreditar, crer). É um nome próprio masculino. Heyman = 'fiel'. Pode referir-se a um homem sábio a quem Sh’lomo foi comparado, a um filho de Joel, neto de Sh’muel e um cantor e autor levítico do Tehilim/Salmos 88 ou a um vidente.
[2] Tehilim/Salmos 88:1 – Ezrachi. Em hebraico temos: אזרחי Ezrachi, patronímico procedente de {אזיקים azikym, uma variação para. Um nome masculino que significa: Correntes, algemas. Por sua procede de [זיק ziykah encontrado em Yeshayahu/Isaías 50:11 e זק zik ou זק zek]; por sua vez procede de (זנק zanak, uma raiz que pode significar: saltar, pular). זיק ziykah pode significar: Faísca, tição, flecha flamejante, grilhões. É um nome masculino)]}. Um adjetivo. Em português é Ezraíta = 'um nativo surgindo do solo'. Os Ezraítas são da família de Zerak.

Transliterado:
Shir mizmor livnê Côrach, lamenatsêach al machalat leanot, maskil leheman haezrachi. Adonai Elohê ieshuati, iom tsaácti valaila negdêcha. Tavo lefanêcha tefilati, hate oznechá lerinati. Ki savea veraot nafshi, vachaiai lish’ol higuíu. Nech’shavti im ioredê vor, hayíti keguéver en eial. Bametim chofshi, kemo chalalim shochevê kéver asher lo zechartam od, vehêma miiadechá nigzáru. Shatáni bevor tachtiót, bemachashakim bimtsolot. Alai samechá chamatêcha, vechol mishbarêcha iníta sêla. Hirchácta meiudaai mimêni, shatáni toevot lámo, calu velo etse. Eni daava mini ôni, keratícha Adonai bechol iom, shitáchti elêcha chapai. Halametim táasse péle, im refaim iacúmu iodúcha sêla. Haissupar bakéver chasdêcha, emunatechá baavadon. Hayivada bachóshech pil’êcha, vetsid-catechá beérets neshiiá. Vaani elêcha Adonai shiváti, uvabóker tefilati tecademêca. Lama Adonai tiznach nafshi, tastir panêcha mimeni. Ani ani vegovêa minôar, nassáti emêcha afúna. Alai averu charonêcha, biutêcha tsimtutúni. Sabúni chamáyim col haiom, hikífu alai iáchad. Hirchácta mimêni ohev varêa, meiudaai mach’shach. 

ECLESIÁSTICO/Ben Sirach 
Capítulo (Perek) 18

A Grandeza de Elohim e a insignificância do homem

1. Aqu’Ele que vive eternamente criou todas as coisas juntas.
2. Só o Eterno é justo.
3. A ninguém foi dado o poder de anunciar Suas obras e quem investigará as Suas grandezas?
4. Quem poderá medir a potência de Sua majestade e quem chegará a narrar Suas misericórdias?
5. Aí não há nada a tirar nem a acrescentar e ninguém é capaz de investigar as maravilhas do Eterno.
6. Quando um homem acabou então é que começa e quando pára, fica perplexo.
7. Que é o homem? Para que é útil? Qual é seu bem e qual é seu mal? 
8. A duração de sua vida: Cem anos quando muito.
9. Como uma gota do mar, um grão de areia, assim são seus poucos anos perante um dia da eternidade. 
10. Por isso o Eterno os trata com paciência e sobre eles derrama a Sua misericórdia.
11. Vê e reconhece como é miserável o seu fim,  por isso, multiplica o perdão.
12. A misericórdia do homem é para com o seu próximo, mas a do Eterno é para com toda carne:  Admoesta, corrige ensina, reconduz, como o pastor, o seu rebanho.
13. Ele tem piedade dos que aceitam a disciplina e se apressam em procurar Seus julgamentos.
14. Filho, não mistures a repreensão com teus benefícios, nem palavras tristes com teus presentes.
15. Porventura o orvalho não abranda o calor? Assim, a palavra é melhor do que o presente.
16. Não é isso? Uma palavra não vale mais do que um rico presente? Mas o homem caridoso une as duas coisas.
17. O insensato não dá nada e faz afronta e o presente do invejoso queima os olhos.
18. Antes de falar, informa-te; diante da doença, cuida-te.
19. Diante do julgamento examina-te a ti mesmo, na hora do veredicto encontrarás perdão.
20. Antes de adoeceres, humilha-te; quando pecares dá sinal de arrependimento.
21. Nada te impeça de cumprir o teu voto a seu tempo, não esperes até a morte para o cumprires.
22. Antes de fazeres um voto, prepara-te e não sejas como um homem que tenta o Eterno.
23. Lembra-te da ira dos últimos dias, da hora da vingança, quando o Eterno virar a Sua face.
24. No tempo da abundância, lembra-te do tempo da fome; da pobreza e da miséria, nos dias de riqueza.
25. Entre a manhã e a tarde o tempo muda, tudo é rápido diante do Eterno.
26. O homem sábio age cautelosamente em tudo, nos dias do pecado guarda-se de faltas.
27. Todo homem inteligente conhece a sabedoria e presta homenagem àquele que a encontrou.
28. Os que compreendem a doutrina também se tornam sábios e derramam como chuvas máximas exatas.
29. Não te deixes levar por tuas paixões e refreia os teus desejos.
30. Se cedes ao desejo da paixão ela fará de ti objeto de alegria para teus inimigos.
31. Não te deleites numa existência voluptuosa, não te ligues a tal sociedade.
32. Não te empobreças banqueteando com dinheiro emprestado, quando nada tens no bolso.
Bom estudo e Shabat Shalom!