sábado, 13 de outubro de 2012

CICLO TRIENAL LEYELADIM - SEDRAH 81 (A IMPUREZA)


Shalom Yeladim,
O Perek/capítulo 12 de Vayicrah/Levítico fala sobre a impureza humana, ou seja, aquilo que impossibilitava nossos pais de se aproximarem do Mishkan e das demais coisas sagradas do Eterno.
Vamos ao estudo!
A IMPUREZA (TSARA'AT)
Vayicrah/Levítico 12:1 - 13:21
(imagem para fins ilustrativos)
"Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel, dizendo: Se uma mulher conceber e der à luz um menino, será imunda sete dias, assim como nos dias da separação da sua enfermidade, será imunda". (Vayicrah/Levítico 12:1-2).
A Torah nos mostra no início deste capítulo que a mulher se tornava impura logo após o nascimento de seu filho ou filha. No caso do nascimento de um menino, isto se dava por 07 dias e por um período adicional de 33 dias. Também nos lembra sobre a Mitsvah de circuncidar o menino ao 8° dia. Já no caso de uma menina, este período inicial passava para 14 dias e o adicional a 66 dias. Assim o período total de impureza era de 40 dias para nascimento de menino e 80 dias para nascimento de menina. Após este período ela deveria trazer uma oferta para holocausto e outra para expiação de seus pecados ao Cohen/Sacerdote. Uma vez feito isto, tornava-se ritualmente pura. Ao que tudo indica, esta impureza estava associada ao fato da mulher durante o parto perder muito sangue.

Tsara’at, a impureza que vem de dentroa Torah nos mostra em seguida, toda a preocupação do Eterno com manchas, pústulas (feridas) ou mesmo descolorações da pele que pudessem ser comparadas ao que se chamava de Tsara’at, em muitas bíblias, traduzida como “lepra”. Devemos fazer aqui uma observação, a atual lepra, ou “Mal de Hansen”, ou mesmo hanseníase, nada tem a ver com a doença bíblica.

O Eterno nos mostra, com base no exemplo de Miriam, irmã de Aharon e Mosheh, que a Tsara’at estava associada ao que entendemos ser o “pecado da língua má”, ou Lashon Hará. Interessante que a verificação do estado da pessoa, isto é, se ela havia contraído a Tsara’at era bastante meticuloso e cuidadoso. Isto para evitar que uma pessoa pudesse ser julgada por toda a comunidade, sem que realmente tivesse praticado a Lashon Hará... O Eterno é realmente maravilhoso. O processo de verificação estava baseado na separação da pessoa da comunidade e na análise da evolução ou não de suas manchas.

Aí vem a pergunta: por que o Eterno se preocupava tanto com a questão da pureza de Seus filhos? Vimos um capítulo inteiro sobre a questão da Kashrut (alimentação pura). 
Agora outro dedicado à impureza humana e assim por diante. Aproveito para reapresentar a brilhante conclusão da Ya’el de nossa última aula, como abaixo:

Estarmos limpos para com Ele, ou mesmo para com nosso próximo, faz toda a diferença. Pense nisto antes de praticar a Lashon Harah! Ainda que hoje as manchas na pele não ocorram mais, nosso coração ficará, sim, todo manchado.
(por Yossef Michael)
Atividade:
(Figura para pintar)
Com suas palavras, responda:

(1)  O que é impureza?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

(2)  Por quê a Lashon Harah pode causar tanto mal?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

(3)  O que devemos fazer se praticarmos a Lashon Harah?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Shabat Shalom e lehitra'ot

Nenhum comentário:

Postar um comentário