sábado, 14 de julho de 2012

CICLO TRIENAL LE YELADIM - SEDRAH 68 (MOSHEH QUEBRA AS TÁBUAS DO TESTEMUNHO)

Shalom Yeladim,
Na Sedrá da semana anterior aprendemos como o povo de Israel construiu para si um deus  semelhante ao que era adorado em Mitzrayim/Egito - "o Bezerro de Ouro". Vimos também, como o amor de Mosheh fez com que ele intercedesse a YHWH pelos israelitas e até se colocasse no lugar para ser castigado e que, assim como aconteceu no passado, também hoje temos um "mediador" entre nós e YHWH - "Yeshua HaMashiach".
Shabat Shalom! 
MOSHEH QUEBRA AS TÁBUAS DA INSTRUÇÃO (Dez Mandamentos)
Shemot/Êxodo 32:15-35
Devido à rebeldia do povo, O Eterno precisou colocar “alguns limites”, ou seja, dar “Instruções/Leis” que os ajudassem a permanecer no Caminho. 

Para que você entenda melhor, um bom exemplo sobre leis/instruções é a Legislação de Trânsito que temos em nosso país.  Se não houvessem as “leis” os motoristas simplesmente não “respeitariam” os pedestres, não dariam passagem para outros carros e o trânsito seria uma grande confusão.  As "regras de trânsito", portanto, são "instruções" necessárias para que os motoristas saibam que atitudes devem ter ao dirigir. Ou seja, se ele ultrapassar um “sinal vermelho”, por exemplo, além de atropelar alguém ou bater em outro veículo, pode ser punido com multa e, se fizer isso várias vezes, pode ser “proibido de dirigir" e até ser castigado com a prisão”.

Voltando à nossa Sedrá, vimos que Mosheh, como líder, foi encarregado mais uma vez de subir o monte e ficar na presença de YHWH para alí receber essas “Instruções”. Sua demora, porém, não foi entendida pelo povo e nem por aquele que ficou como "responsável" na sua ausência - seu irmão Aharon.
Vejamos um outro exemplo: “a professora precisa ir até a Diretoria resolver um assunto muito importante e deixa uma "substituta" para cuidar dos alunos (a qual deveria dar exemplo de bom comportamento e autoridade). Como a professora começa a demorar e as crianças começam a ficar “agitadas”, a “substituta” simplesmente deixa todas as orientações dadas de lado e acaba cedendo às vontades das crianças e a classe vira uma grande bagunça.  
O que podemos concluir é que nem sempre alguém "encarregado" para um determinado serviço está totalmente preparado para lidar com algumas situações imprevistas (como foi o caso de Aharon).
Quando Mosheh desceu do monte carregando as duas Tábuas de Pedra com as “Instruções de HaShem” (Os Dez Ditos), ao chegar perto do acampamento viu “o Bezerro de Ouro e o povo que dançava e cantava à volta dele, numa verdadeira “algazarra”. Ficou furioso! Decepcionado ao ver que “as raízes de uma vida no Egito” ainda estavam impregnadas em seus corações, perdeu a paciência e, ali mesmo - ao pé do monte - jogou no chão as Placas de Pedra que carregava - quebrando-as.
Depois, pegou o bezerro de ouro que eles haviam feito, queimou-o no fogo, moeu cada pedaço até virar pó e espalhou na água. Em seguida, mandou que todo o povo bebesse daquela água.
O povo de Israel cometeu um pecado muito grave: adoraram uma imagem, um objeto de ouro que não fala, não ouve, não tem sentimentos. Desonraram a HaShem. Foram ingratos, não reconhecendo que foi Ele quem os tirou do Egito e, por isso, pereceram duramente! 
Esqueceram rapidamente o que YHWH lhes disse por intermédio de Mosheh: "Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás". Shemot/Êxodo 20:3-5.

O que podemos aprender com isso? Que só existe um Elohim a quem devemos adorar - Único e Verdadeiro - o Elohim de Israel! 

ATIVIDADE:
(para pintar  montar)


Nenhum comentário:

Postar um comentário