sábado, 2 de junho de 2012

CICLO TRIENAL LE YELADIM - SEDRAH 62 (A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO)

Shalom, Yeladim!
Nas Sedrot anteriores, pudemos observar que, desde que YHWH tirou os Israelitas do Egito e fez com eles uma aliança, Seu desejo era estar cada vez mais próximo deles. 
Em Shemot/Êxodo 25, vimos HaShem instruindo Mosheh a pedir a todos aqueles que tivessem um coração voluntário (pronto a dar), para levarem metais preciosos (ouro, prata e bronze); tecidos de algodão (nas cores azul, púrpura, carmesim); linho fino; pêlos de cabras; peles de carneiros tingidas de vermelho; couro fino e madeira de acácia; azeite para a Menorah/Lâmpada; aromas (especiarias) para o óleo da unção e para o incenso aromático; pedras de ônix e pedras diversas para serem colocadas no éfode (tipo de avental) e para o peitoral (tipo de babador) usado pelos Cohen/Sacerdote, representando as 12 Tribos.
E Ele disse mais:- "E me façam um santuário, para que eu possa habitar no meio deles"! 
Bom estudo e Shabat Shalom!
A CONSTRUÇÃO DO MISHKAN/TABERNÁCULO
(Shemot/Êxodo 25, 26, 27)
Lendo esses textos da Torah, podemos ver que durante todo o tempo em que o Povo de Israel peregrinou (andou)  no deserto, YHWH esteve a todo momento ao lado deles - dando livramentos e fazendo milagres.
Para que o povo pudesse estar mais perto, pediu que Lhe construíssem uma Tenda, exatamente da forma como Ele iria instruí-los. 
A despeito de toda grandiosidade e dos detalhes com que seria feito, o Mishkan era completamente móvel (portátil), para que todas as vezes que o povo mudasse o seu acampamento de lugar o Mishkan mudasse com eles. Assim, YHWH poderia estar sempre no meio deles. 
O Mishkan era, portanto, "a Tenda do Encontro" entre YHWH e Am'Yisrael e simbolizava a Sua presença, diariamente, entre povo. Ali, eles poderiam ouvir as Instruções do Eterno, oferecer-Lhe suas ofertas, suas preces e seus louvores. Com o tempo, o Mishkan tornou-se o centro da vida dos Israelitas! 
Era composto de três partes:  (1) Átrio Exterior, (2) Santo Lugar e (3)Santo dos Santos.
Dentro do Mishkan haviam dois compartimentos separados por uma cortina. O primeiro era chamado de Kadosh/Lugar Santo e o segundo Kadosh Kedoshim/ Lugar Santíssimo.
Kadosh/Lugar Santo
Kadosh/Lugar Santo, era reservado para os Cohanim/Sacerdotes fazerem o serviço diário, representando o povo perante YHWH. Fiu a primeira parte do Mishkan a ser construída.
No Lugar Santo haviam três mobílias (móveis):
  • A Mesa dos Pães da Proposição (Êxodo 25:23-30)
A mesa dos pães, também era feita de madeira de acácia coberta de ouro. Como a arca, tinha argolas na extremidades por onde passavam as varas para transporta-la. Sobre ela eram colocados pratos, louças, potes e travessas de ouro. 

Também, a cada Shabat, eram colocadas sobre a mesa doze chalot (pães), representando a provisão de HaShem sobre as doze Tribos de Israel.
  • A Menorah/O Candelabro de Ouro com 7 Hastes (Êxodo 25:31-39)
A Menorah era um candelabro com 7 braços que comportavam 7 lâmpadas, feitos de ouro puríssimo. As lâmpadas eram cheias do mais puro azeite de oliva e ficavam acesas permanentemente.
  • Mizbayach Haketoret/O Altar do Incenso (Êxodo 30:1-10)

(Veremos nas próximas semanas)
Kadosh Kedoshim/Lugar Santíssimo

Era lugar especial dentro do Tabernáculo, onde apenas o Cohen HaGadol (Sumo Sacerdote) podia entrar.  O acesso só era permitido uma vez por ano, no Yom HaKippurim/Dia da Expiação. Dentro do Lugar Santíssimo, também, haviam importantes mobílias:
  • O Aron HaBerit/A Arca da Aliança (Êxodo 25:10-22)
(Móveis e Utensílios do Mishkan)
A arca era uma espécie de baú de madeira nobre e muito resistente (*), coberta com ouro puro, por dentro e por fora. Em cada extremidade havia uma argola de ouro por onde passavam duas varas compridas de madeira, totalmente recobertas com ouro puro (que "nunca" podiam ser removidas), usadas para transportar o Aron HaKodesh de um lugar para outro.

Dentro do Aron HaBerit/Arca  foram guardados três importantes símbolos do relacionamento entre YHWH e seu povo: as Tábuas da Lei (com os Dez Ditos), a vara de Aharon (que floresceu) e o pote de ouro com o manah (provisão no deserto).

  • HaKaporet / O Propiciatório (Êxodo 25:17-22)
O Propiciatório ou "lugar da expiação dos pecados" era um bloco de ouro puríssimo que ficava em cima da Arca. YHWH disse a Mosheh que ali se manifestaria. Sobre cada bloco de ouro havia dois Keruvim/querubins que ficavam um de cada, com as faces abaixadas. No Dia da Expiação era aspergido (espirrado) sangue do sacrifício no Kaporet/Propiciatório, demostrando que através do sangue derramado, o pecado era perdoado (Levítico 23:26-31). 
  • Mesa dos Pães da Proposição (Êxodo 25:23-30)

A mesa dos pães, também era feita de madeira de acácia e recoberta de ouro. Como a arca, tinha argolas na extremidades por onde passavam varas para transporta-la. Sobre ela eram colocados pratos, louças, potes e travessas de ouro. 
Também, a cada Shabat eram colocadas nessa mesa doze chalot (pães), representando a provisão de HaShem sobre as doze Tribos de Israel. 
O Pátio Exterior / Lugar de Habitação (Êxodo 27:9-19)


Todos os materiais usados na confecção do Mishkan/Tabernáculo eram raros e muito valiosos, simbolizando que qualquer coisa que fizermos para YHWH tem de ser do melhor. 
As paredes da Sukah/Tenda eram feitas de madeira de acácia, uma árvore  natural da região e era cercado por um átrio (pátio exterior). 
A moldura da cerca era feita de madeira de acácia recoberta de prata sob base de bronze. Cortinas de linho penduradas com varas e ganchos de prata cobriam toda a parte externa. (Era belíssimo!)
A entrada na face leste do pátio era coberta por cortinas bordadas em fio azul, púrpura e escarlate.
Nesse Pátio estavam o Altar de Bronze e o Kyior/Lavatório.
  • O Altar de Bronze (Êxodo 27:1-8)
Esse altar foi feito para queimar os sacrifícios. Era também de madeira de acácia, oco e recoberto por bronze. Por ser oco, tornava-se leve o bastante para ser transportado com as varas recobertas de bronze que passavam pelas argolas colocadas em suas extremidades. 
No centro, havia uma grelha também de bronze em forma de rede e também recipientes para recolher as gorduras e as cinzas do holocausto. Ali, o Cohen fazia o sacrifício do animal que era levado para "expiar" o pecado do povo.
  • O Kyior/O Lavatório de Bronze (Êxodo 30:17-21)
(Veremos nas próximas semanas)

Como podemos ver, Yeladim, HaShem sempre se preocupou em nos deixar por escrito suas regras, para que jamais pudéssemos nos afastar de Seus caminhos e, assim, Ele pudesse sempre  "andar" com Seu povo. 
Baruch HaShem! 
(Bendito seja o Seu nome!)
(*) Dicionário da Bíblia de John D. Davis

ATIVIDADE

(Complete as lampadas e pinte a Menorah)
























  

Nenhum comentário:

Postar um comentário