segunda-feira, 23 de abril de 2012

SHABAT - "RESPOSTA A ALGUMAS DÚVIDAS (1) "

"Se desviares do Shabat/sábado o teu pé, e deixares de prosseguir nas tuas empresas no meu santo dia; se ao shabat chamares deleitoso, ao santo dia do Senhor, digno de honra; se o honrares, não seguindo os teus caminhos, nem te ocupando nas tuas empresas, nem falando palavras vãs; então te deleitarás no Senhor, e eu te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do Senhor o disse." (Yeshayahu/Isaias 58:13-14)
oooOOooo
1) É comum ter dificuldades com o Shabat, principalmente no início da caminhada?

Sim, isso é comum. Devemos entender que a obediência às mitsvot (mandamentos) de Elohim devem ser um processo passo-a-passo. Isso não ocorre da noite para o dia. Semelhantemente, muitos quando se achegam à fé têm dificuldade com isso. Você não será a primeira, nem a última. 

O mais importante de tudo é você convencer a si mesmo de que isso é importante, e não se acomodar. Como dizemos aqui, você não vai passar fome por causa do Shabat, pois o Shabat foi feito para o homem, e não o homem para o Shabat. Mas você também não deve se acomodar com a situação e pensar "Paciência!"  e ponto final. 

Procure estar atento a oportunidades de trabalho que não exijam o Shabat, mande currículos, tente negociar na empresa onde você está, ofereça o domingo como opção, enfim, procure alternativas. Não cesse de tentar até que você tenha atingido o objetivo. Esse deve ser o espírito da coisa. 

2) O Shabat é um dia fixo? E por que isso é importante?

Sim, o Shabat é um dia fixo. As Escrituras dizem: 
"E abençoou Elohim o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Elohim criara e fizera." (Bereshit/Gênesis 2:3)
"Mas o sétimo dia é o Shabat de YHWH teu Elohim; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas." (Shemot/Êxodo 20:10)
Em ambos os casos, a referência não é a qualquer dia, e sim ao sétimo dia. Em Bereshit (Gênesis), isso fica ainda mais claro pois o hebraico traz "et yom-hashevi'i", o que seria equivalente a dizermos "o" sétimo dia. 
E por que isso é importante? Porque o tempo é dEle. Ele é o Senhor do tempo. Não cabe a nós decidirmos quando nós queremos separar um dia a Ele. É Ele quem decide, e nós acatamos. Isso é fé - é agir em obediência à voz dEle, e não segundo a nossa vontade ou conveniência. 
Muita gente pensa que pode adorar ao Eterno qualquer dia, ou no dia que ele próprio escolher. Veja de onde vem essa ideia:
"E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a Torá; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo." (Dani'el 7:25)
A ideia moderna de que qualquer dia serve, ou qualquer maneira de adorar serve, vem do sistema religioso do falso messias, e as Escrituras profetizam a esse respeito no livro de Dani'el. 
Determinar quem define o dia separado a Elohim também define quem é o Senhor da sua vida, e da sua fé. Se é você, ou se é YHWH. 

fonte: www.torahviva.org

       "Ademais lhes dei também os meus sábados, para servirem de sinal entre 
mim e elesa fim de que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica."
 (Yechesk'el/Ezequiel 20:12)

Nenhum comentário:

Postar um comentário