sábado, 10 de março de 2012

BEN SIRACH (ECLESIÁSTICO) CAPÍTULO (PEREC) 1

I. Coleção de sentenças
A origem da sabedoria
Perek/capítulo 1:
1.Toda sabedoria vem do Eterno, ela está junto d’Ele desde sempre.
2.A areia do mar, os pingos da chuva, os dias da eternidade, quem os poderá contar?
3.A altura do céu, a amplidão da terra, a profundeza do abismo, quem as poderá explorar?
4.Antes de todas essas coisas foi criada a Sabedoria e a inteligência prudente existe desde sempre.
5.A fonte da sabedoria é a Palavra do Eterno nos céus; Seus caminhos são as Leis eternas.
6.A Quem foi revelada a raiz da sabedoria? Seus recursos, quem os conhece?
7.A ciência da sabedoria a quem apareceu? E a riqueza dos seus caminhos quem a compreendeu?
8.Só um é sábio, sumamente terrível quando se assenta em Seu trono:
9.é o Eterno. Ele a criou, a viu, a enumerou e a difundiu em todas as Suas obras,
10.em toda carne segundo Sua generosidade e a doou aos que O amam.
O temor do Eterno
11.O temor do Eterno é glória e honra, alegria e coroa de exultação.
12.O temor do Eterno alegra o coração, dá contentamento, gozo e vida longa.
13.Para o que teme ao Eterno tudo terminará bem, no dia de sua morte será abençoado.
14.O princípio da sabedoria é temer ao Eterno, com os fiéis, no seio materno, ela foi criada. 
15.Entre os homens, ela fez um ninho, fundação eterna e com a sua raça ela vive fielmente.
16.A plenitude da sabedoria é temer ao Eterno, ela os inebria com os seus frutos;
17.ela enche toda a sua casa com tesouros e os celeiros com seus produtos.
18.A coroa da sabedoria é o temor do Eterno, ela faz florescer o bem-estar e a saúde.
19.O Eterno a viu e a enumerou, Ele fez chover a ciência e a inteligência, exaltou a glória daqueles que a possuem.
20.A raiz da sabedoria é temer ao Eterno, os seus ramos são uma vida longa.
Paciência e domínio de si
21.O temor do Eterno tira os pecados; aquele que persevera desvia toda Cólera.
22.A paixão do ímpio não poderá justificá-lo, porque o ímpeto de sua cólera é a sua ruína.
23.O paciente resistirá até o momento oportuno, mas depois a alegria brotará para ele.
24.Até o momento oportuno calará suas razões, mas os lábios de muitos narrarão sua inteligência.
Sabedoria e retidão
25.Nos tesouros da sabedoria estão as máximas da ciência, mas para o pecador a religião é execrável. 26.Desejas a sabedoria? Guarda os mandamentos e o Eterno dar-te-á em profusão; 
27.porque o temor do Eterno é sabedoria e instrução e Seu agrado é fé e mansidão. 
28.Não desobedeças ao temor do Eterno e não vás a Ele com um coração fingido.
29.Não sejas hipócrita diante do mundo e cuida de teus lábios.
30.Não te eleves para não caíres e atraíres sobre ti a vergonha, porque o Eterno revelará os teus segredos e, no meio da assembleia, te precipitará, pois não te aproximaste do temor do Eterno e o teu coração está cheio de fraude. 
oooOooo
Próximo capítulo (Perec):  O temor do Eterno na provação

Nenhum comentário:

Postar um comentário