sábado, 25 de fevereiro de 2012

CICLO TRIENAL LE YELADIM - SEDRAH 50 (LEVANDO A TORAH AOS PEQUENINOS)

Shalom, Yeladim!

A Sedrah anterior (49) termina com o Faraó pedindo a Mosheh para orar a YHWH para fazer cessar a praga de grazino.  Como das outras vezes, Faraó prometeu deixar o povo ir embora se a praga fosse retirada, mas, assim que o granizo parou de cair, ele voltou atrás em sua decisão. 

PRAGAS: GAFANHOTOS, TREVAS E MORTE DOS PRIMOGÊNITOS
(Shemot/Êxodo 10:1 a 11:10)
Neste capítulo, HaShem instrui Mosheh e Aharon, a levar outra mensagem ao Faraó, para deixar o povo dele sair, porque desta vez Ele  iria enviar gafanhotos a Mitzrayim/Egito para destruir tudo o que escapou da saraiva (chuva de pedras) e haveria grande calamidade sobre os egípcios. 
Então, os servos de Faraó lhe disseram: "Deixa logo ir os homens, para que sirva seu Elohim, por acaso não sabes que o Egito está destruido?"
Pela primeira vez, o Faraó reconheceu os seus erros, mas ainda assim permaneceu determinado a não deixar partirem os israelitas. Desta forma, como prometido, YHWH enviou uma imensa nuvem de gafanhotos que devorou tudo o que havia sobrado nos campos. 
Nunca na história houvera uma praga de gafanhotos tão devastadora como esta, trazendo ruína total ao Egito, o qual já tinha sido totalmente destruído pelas catástrofes anteriores.
O deus egípcio da colheita, como os outros deuses, não teve poder para proteger o povo de tão grande calamidade.  Ainda assim, o coração de Faraó ficou endurecido, recusando-se a honrar o Elohim verdadeiro. 
Novamente o Faraó mandou chamar Mosheh e Aharon, implorando a eles que orassem a Elohim para que cessasse esta praga. Mosheh orou e YHWH mandou um forte vento oeste que levou os gafanhotos para o mar. Quando tudo se acalmou, a teimosia do Faraó voltou e outra vez recusou-se a deixar sair o povo de Israel.
Então, como predito, seguiu-se a nona praga! 
Por seis dias, todos em Mitzrayim/Egito foram cercados por tão grande escuridão, e nada permanecia aceso. Os egípcios foram tomados de grande pavor, sem conseguir dar um passo sequerSomente no lugar onde estavam os israelitas, havia luz.  
Apesar disso, Faraó ainda quis barganhar (fazer troca) com Mosheh e Aharon, dizendo que permitiria que partissem com todo o povo, se deixassem os rebanhos como garantia.
Mosheh e Aharon disseram que não que não tinha acordo; a ordem de YHWH era que libertassem os homens, mulheres,  crianças animais e, ainda, que levassem com eles todos os seus pertences. 
Faraó se enfureceu com Mosheh e Aharon e gritou: "Saim da minha frente! Nunca mais quero ver a face de vocês"
E disse mais: "tomem muito cuidado, pois da próxima vez que eu contemplar a face de vocês, certamente morrerão".  
Mosheh respondeu: "Não será necessário procurarmos novamente o Faraó, pois YHWH mandará ainda uma praga ao Egito, após a qual o Faraó não terá como recusar deixar sair os filhos de Israel de Mitzayim/Egito".
"Exatamente à meia-noite", continuou Mosheh, "o Anjo de Elohim passará sobre o Egito e golpeará todos os primogênitos homens e animais". (Essa última praga seria a morte de todos os primogênitos do Egito, inclusive primogênito de Faraó, além de todos os primogênitos dos animais).  "Quanto aos filhos de Israel, nenhum será tocado"
Com estas palavras, Mosheh e Aharon deixaram o Faraó!

A Sedrah desta semana fica por aqui, todavia, deixa-nos algumas questões:




1  No verso 1 de Shemot/Êxodo 10, que motivos O Eterno deu para endurecer o coração de Faraó e seus servos?  (Vamos ler?)


2  Por quê os israelitas foram protegidos das pragas?  (Leia Shemot/Êxodo 11:7).

Shabat Shalom!






Nenhum comentário:

Postar um comentário