quarta-feira, 12 de outubro de 2011

HEBRAICO PARA CRIANÇAS (1) - "UMA PEQUENA FÁBULA SOBRE AS LETRAS HEBRAICAS"

Shalom, queridos achim v'chaverim (irmãos e amigos),

Há algum tempo as crianças de nossa Kehilah vêm recebendo aulas de hebraico. Como essas aulas tem sido um sucesso entre a garotada e alguns já têm conseguido até ler a Torah, decidimos compartilhá-las no BLOG.
Mas, antes das aulas propriamente ditas, vamos contar uma pequena fábula que os papais, vovós, titios e irmãos mais velhos podem passar aos pequeninos.
Esperamos que apreciem!

"COMO O ALEF SE TORNOU A PRIMEIRA LETRA"

No princípio, O Criador decidiu que era hora de colocar todas as letras em ordem. 
Pediu, então, que cada uma por sua vez, fosse se apresentando e dissesse por que deveria ser a primeira letra.
"Eu sou mais alto", gritou o"Lamed": "E os outros serão capazes de ver minha coroa agitando-se sobre a linha."

"Não", disse o “Shin”: "Eu deveria ser o primeiro. Porque eu tenho três coroas, e as pessoas devem contemplar a minha glória em primeiro lugar."
Depois que todas as letras tinham se apresentado e dado suas justificativas do porque ser a primeira, o Todo-Poderoso percebeu que o “Bet” ainda não tinha falado.

Perguntou a ele: "E qual é a sua razão “Bet”?". "Oh, Eterno, eu não tenho uma razão, pois, não posso pensar em nada tão especial que me faça ser a primeira."
"Mas, você será!", disse o Todo-Poderoso. "Meu Escolhido será um povo humilde e você demonstrou ter essa qualidade."
Foi, então, que O Criador percebeu que uma das letras ainda estava faltando: o “Alef”! Onde está o Alef, perguntou Ele?
Todas as letras foram procurá-la e, finalmente, encontraram o “Alef” em um cantinho do céu.
"Onde você estava, perguntou o Todo-Poderoso? Não chamei todas as letras juntas, de uma só vez?"

Respondeu o “Alef”, timidamente, "Oh Eterno, eu não posso nem mesmo fazer um som. Eu sequer merecia estar em companhia das outras letras, e nem mesmo tenho uma coroa."
Foi por essa demonstração de humildade, que o Todo-Poderoso, em sua infinita sabedoria, colocou o “Alef”, a letra silenciosa, à frente do desfile das letras, com o “Bet”, seguindo de pertinho.

E assim nós temos a “Alef Bet” - o Alfabeto Hebraico!
oooOooo
Sugestão:
(1) Para os menorzinhos, os pais podem recortar as letras duplamente, colar um palito tipo de churrasco e fazer um teatrinho, contando a história de cada letra.  É divertido e didático. 
(2) Para os maiores, as letras podem ser recortadas em formato de carta de baralho para se fazer um "jogo da memória". Pode ser jogado em duplas e ajuda na memorização!

(nota): Quem desejar receber o material para confeccionar a historinha ou o jogo da memória, é só nos solicitar pelo email.

3 comentários:

  1. Shabat Shalom Ya'el,

    Muito boa a historinha... Pena que não conseguimos ser tão humildes como o Alef...

    YM

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Yossef!
    "A humildade conduz ao temor do Eterno" (Mishlei / Prov. 22:4. Deveríamos buscá-la como um tesouro precioso.

    ResponderExcluir
  3. amei a historinha,bem legal e ensina muito.

    ResponderExcluir