segunda-feira, 22 de agosto de 2011

HERANÇA ISRAELITA (1) - "A IDENTIDADE E O PAPEL DAS 12 TRIBOS NOS ÚLTIMOS DIAS"

A Identidade e o Papel das Tribos de Israel nos Últimos Dias
...e tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel. (Apocalipse 21:12)

Muito se tem estudado sobre a Restauração de Israel e os planos do Eterno para o Seu Reino. A cada dia, mais e mais pessoas vêm tendo seus olhos abertos para essa realidade profética e têm buscado restaurar a sua identidade israelita há muito perdida.

O objetivo deste estudo é dar mais um passo na direção da restauração, revelando o papel profético e a identidade das tribos de Israel nos dias atuais; propósito duplo: aumentar nossa consciência sobre como será o desenrolar dos últimos dias, bem como auxiliar àqueles que têm sido restaurados a identificarem suas tribos de origem (tarefa que não é simples).
O resgate da identidade tribal é de grande importância, visto que nos leva a conhecermos um pouco mais nossos pontos fortes e fracos, bem como nos ajuda a tomarmos consciência daquilo que O Eterno espera de nós, enquanto membros do povo de Israel.
Abro, aqui, um parênteses para falar um pouquinho sobre o significado do nome Yisrael.
O nome Yisra’el foi dado à Ya'akov/Jacó pelo próprio anjo do Eterno, depois de lutar com ele durante a noite toda - “como príncipe lutou com o anjo, e prevaleceu” (Bereshit/Gênesis 32:24-25). Recusando-se a deixar o anjo partir até que este o abençoasse "E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se me não abençoares." Gên. 32:26. O anjo então perguntou: "Qual é o teu nome? E ele disse: Ya'akov/Jacó. Então disse: Não se chamará mais o teu nome Jacó, mas Israel: pois como príncipe lutaste com Elohim e com os homens e prevaleceste" (Bereshit/Gênesis 32:27 e 28). Então, “já não te chamarás Ya'akov/Jacó (suplantador) e sim, “YISRAEL” (Yisra’El): pois como príncipe lutaste e como príncipe tiveste poder.”
Como substantivo, o nome Yisrael aparece na Bíblia, primeiramente, em honra ao patriarca Ya'akov e só mais tarde para designar toda a nação de Yisrael (tribos).
Depois da morte de Ya'akov, o nome “Yisra’El” continuou sendo empregado como forma alternativa ao nome do patriarca. Todavia, como a expressão “B'nei Yisra’El/Filhos de Israel”, perdeu o sentido literal de os 12 filhos do patriarca - “são estes os nomes dos filhos de Yisrael, que entraram no Egito com Ya'akov/Jacó, cada um com a família.” (Shemot/Êxodo 1:1), passando a designar de forma mais metafórica os seus descendentes em geral. De igual forma “Yisrael” veio designar a nação hebraica.E ouvirão a tua voz. Então ireis tu e os anciãos de Yisrael, ao rei de Mitzraim/Egito e lhe direis: O Eterno, o Elohim dos hebreus, nos encontrou.” (Shemot/Êxodo 3:18)
A Base do Estudo
Como tudo na Bíblia, a base para a nossa conclusão encontra-se na Torah. Nela, vemos dois momentos onde o destino das tribos de Israel é relatado profeticamente: o primeiro através de Ya'akov Avinu (Jacó, nosso pai), que em seu leito de morte abençoou seus filhos e profetizou acerca de seus destinos.
O segundo através de Moshe Rabeinu (Moisés, nosso mestre) que também deu profecia acerca das tribos pouco antes de ser levado por HaShem. É com base nessas profecias e em suas implicações que apresentamos este humilde estudo, a fim de que nossos olhos possam ser abertos para glória dO Eterno.
Passemos, então, às Tribos.
  • Tribo de Naftali
Naftali é uma gazela solta; ele dá palavras formosas. [Ya'akov: Gn. 49:21]
E de Naftali disse: Farta-te, ó Naftali, da benevolência, e enche-te da bênção de YHWH; possui o ocidente e o sul. [Moshe Rabeinu: Dt. 33:23]
Significado do nome Naftali: “Minha Luta”
"Lutei contra minha irmã junto de Elohim e venci. E deu ao menino o nome de Naftali." Bereshit (Gênesis) 30:8
Pedra que a representa no peitoral do Cohen Gadol/Sumo Sacerdote: Shevot/Ágata.
Naftali foi o sexto filho de Ya'akov/Jacó e o segundo de Bilchah/Bila, criada de Rachel/Raquel. Era irmão de Dan.
A Tribo de Naftali ocupava o lado oriental do mar da Galiléia/Yam Kineret ou mar de Tiberíades, estendendo-se da praia ocidental e fazendo fronteira a oeste com a Tribo de Asher/Asser; ao norte com a Tribo de Dan/Dã; ao sul com Zevulum/Zebulom até as montanhas do Líbano, a leste, incluindo, as áreas ricas e férteis adjacentes às cabeceiras do rio Jordão/nehar haYarden. (Devarim/Deuteronômio 33:23 e Yehoshua/Josué 19:32-39).
Na qualidade de tribo de fronteira, o território de Naftali sempre estava sujeito a muitas invasões vindas do norte e do leste. O cântico de D'vorah/Débora celebra os heróis de Naftali (Shoftim/Juízes 5:18). No primeiro censo de Yisrael essa tribo contava com 53.400 homens, sendo a sexta mais numerosas das tribos (Bamidbar/Números 1:43).
Quem é Naftali hoje?
Segundo a definição bíblica, vemos que Naftali deu origem a muitos professores da Bíblia e pregadores das Boas Novas para a Casa de Efrayim.
Os naftalitas são os de palavras mais elegantes e eloqüentes, e são mestres no pregar e ensinar as palavras do Rei Yeshua. Costumam ser capazes de pregarem as Boas Novas com grande elegância. Muitos naftalitas também buscam frequentemente os dons da Ruach HaKodesh/Espírito Santo, e gostam de gozar da liberdade que há na Ruach.
Os naftalitas normalmente procuram focar-se mais no sangue redentor de Yeshua do que em outros aspectos teológicos. Costumam dar preferência a pregar as Boas Novas do que a entender, por exemplo, a questão das Duas Casas. Com isso, os naftalitas costumam ser muito imediatistas, e por vezes têm dificuldade de assimilar realidades proféticas mais a longo prazo. Seu prazer está em, como diz o salmista, ansiar como a corsa por um relacionamento com o Sagrado de Israel. Historicamente, pode-se concluir que foi a pregação dos naftalitas o principal fator responsável pelo espalhar das Boas Novas no Oeste da Europa e na América do Sul.
  • Dan/Dã
Ya'akov: Bereshit (Gênesis): 49:16-18:
Dan julgará o seu povo, como uma das tribos de Israel. Dan será serpente junto ao caminho, uma víbora junto à vereda, que morde os calcanhares do cavalo, e faz cair o seu cavaleiro por detrás. A tua salvação espero, ó Eterno!
Moshe Rabeinu (Moisés nosso mestre): E de Dã disse: Dan é cria de leão; que salta de Bashan/Basã.
Significado do nome Dan/Dã - “Meu Pai [HaShem] é juiz”.
"Elohim fez-me justiça. Ele ouviu minha voz e deu-me um filhoPor isso ela o chamou Dan." (Bereshit/Gênesis 30:6)
Pedra que a representa no peitoral do Cohen Gadol/Sumo Sacerdote: Leshem/Jacinto
Dan/Dã era descendente de Ya'akov e filho de Bilchah, criada de Rachel (Bereshit/Gênesis 30:4-6). O território original que Dã recebeu era fértil; ocupavam-se do comércio e da pesca (Shoftim/Juíses 5: 17). A Tribo de Dan era a segunda mais numerosa das tribos de Yisrael, com 62.700 homens (Bamidbar/Números 1:39). Inicialmente, Dã estava posicionada na metade sul da Palestina, em frente à Yaffo/Jaffa. Todavia, como a área era muito pequena para a tribo, um grupo de danitas buscou estabelecer-se mais ao norte, ao redor da cidade que recebeu o mesmo nome e que veio a indicar, mais tarde, o extremo norte do território de Israel.
Quem é Dan hoje?
Dan é a tribo da qual sairá o anti-Mashiach/Messias.
Apesar de inicialmente contribuir com Israel, como no caso de Shimshon/Sansão, nos últimos dias de Dan se levantará a serpente na pessoa do anti-Messias, o qual se colocará como obstáculo no caminho da vida e atacará a Yeshua, o cavaleiro no cavalo branco da salvação Gyliana (Apocalipse) 19. Nos dias atuais, os danitas são caracterizados por amarem misturas de religiões, como a mistura da verdade com o erro, e são os maiores proponentes dos movimentos ecumênicos, os quais culminarão na religião mundial do fim dos tempos.
Os danitas são encontrados como grandes líderes cristãos, os quais apesar de pregarem a verdade de Yeshua, misturam-na com o erro do anti-Mashiach/Messias, em seus discursos contrários às leis do Eterno. Tais danitas estão à frente da liberalização da Bíblia, e acabam preparando o caminho do anti-Messias, o qual virá de sua tribo. Eles se autoproclamam crentes na Bíblia, porém se recusam a deixar o falso sistema da "Igreja" de sincretismo religioso quando são expostos aos seus erros, mesmo tendo herança israelita.
A maioria dos danitas são ferozes opositores à restauração das Duas Casas, ao passo que promovem uma espécie de "nirvana ecumênico" ou pregando a teologia da entidade separada (ie. separação da "Igreja" e de Israel), consequentemente opondo-se a Israel e ao Reino de HaShem.
Podemos também encontrar alguns danitas dentre os muçulmanos (Bashan-Líbano), opondo-se a Israel. Por sua traição, Dan não é listado dentre as 12 tribos em Guilyana/Apocalipse 7 - cedendo porção dobrada a Yossef/José.
(próxima postagem - Tribos: Yehudah,  Levi, Shimon/Simeão)

Um comentário:

  1. O estudo das 12 tribos é fascinante.
    Excelente matéria!!!
    Aguardamos ansiosos as próximas tribos.

    ResponderExcluir