terça-feira, 22 de março de 2011

PESSACH (A PÁSCOA BÍBLICA) - UMA ORDENANÇA PERPÉTUA!

Estamos em contagem regressiva para Pessach, uma das Festas mais importantes do Calendário Bíblico do Povo de Israel.
(imagem do filme "O Príncipe do Egito")


É comum nos perguntarem por quê comemorar os Moadim (as Festas Bíblicas), se estamos na Galut (Diáspora).

Vejamos o que as Escrituras dizem, por exemplo, sobre PESSACH (Passagem ou Páscoa) e CHAG HAMATZOT (Festa dos Pães Ázimos/sem fermento):
VAYCRAH (Levítico) 23:5 a 7
(O Pessach e Chag HaMatzot) 5 No primeiro mês, no décimo quarto dia do mês, ao crepúsculo, é a páscoa (Pessach) para HaShem.6E, no décimo quinto dia desse mês é a festa dos pães ázimos (Chag HaMatzot) para HaShem. Durante sete dias comereis pães sem fermento (ázimos). No primeiro dia tereis santa assembleia; nenhum trabalho servil fareis  (). No sétimo dia, dia de santa assembleia, não fareis nenhuma obra servil”. (Bíblia de Jerusalém)

FESTA DOS PÃES ÁZIMOS (sem fermento) ou “CHAG HAMATZOT”

SHEMOT (Êxodo) 12:15 a 20
15 Sete dias comereis pães ázimos; ao primeiro dia tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel. 16 E ao primeiro dia haverá santa convocação; também ao sétimo dia tereis santa convocação; nenhuma obra se fará neles, senão o que cada alma houver de comer; isso somente aprontareis para vós. 17 Guardai pois a festa dos pães ázimos, porque naquele mesmo dia tirei vossos exércitos da terra do Egito; pelo que guardareis a este dia nas vossas gerações por estatuto perpétuo. 18 No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães ázimos até vinte e um do mês à tarde. 19 Por sete dias não se ache nenhum fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel, assim o estrangeiro como o natural da terra20 Nenhuma coisa levedada comereis; em todas as vossas habitações comereis pães ázimos".

OBSERVÂNCIAS BÁSICAS

Durante os sete dias da Festa dos Ázimos (Chag Hamatzot), portanto, não devemos ter em nossas casas quaisquer alimentos que contenham "chametz" (levedos) ou seja, levem fermento em sua composição, nos abstendo de alimentos como pães, massas fermentadas, ou cujo preparo  "tenham uma aparência crescida/inflada" (pão de queijo, biscoito de polvilho, etc.).

A palavra “chametz/fermento” aparece pelo menos uma dúzia de vezes na Brit Chadashá (Aliança Renovada ou Novo Testamento) como substantivo (comentário 2219, Strong’s) e algumas outras como verbo (2220, Strong’s). Podemos também encontrá-la fazendo referência aos “pães azimos/pães não fermentados” (106, Strong’s).

"Vede e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus" (Matityahu/Mateus 16:6). Ao exortar seus "talmidim/discípulos" se utilizando da palavra "chametz/fermento", Yeshua se apoiou em milhares de anos de significado simbólico dessa palavra. Ao entendemos o uso deste termo nas Escrituras, podemos também compreender a profundidade de seu simbolismo e sua aplicação prática em nossas vidas.

A natureza do "chametz/fermento", tanto literal quanto figurativa, está relacionada àquilo que "faz crescer"; que "aumenta"; dá aparência de maior; mais grandioso. Entretanto, esse "crescimento" é "apenas aparente". A massa não está maior, apenas "inflada" mas, sem substância. 

Nos dias que antecedem ao Pessach, devemos ser zelosos em retirar de nossas casas tudo o que possa conter chametz, pois, aquilo que restar - segundo as Escrituras - deve ser "queimado" até o dia anterior à Festa.

A segunda observância básica está no fato de que tanto o primeiro dia da Festa, quanto o último são Shabatot e, portanto, à semelhança do Shabat semanal, não devemos trabalhar (ou permitir que outros trabalhem por nós ou para nós) e nem comercializar (comprar ou vender). Todavia, nesses dois Shabatot é permitido acender fogo para o preparo das refeições.

A terceira observância é contarmos a História (Hagadá) de Pessach, recordando o Êxodo e a libertação do povo de Israel, conforme Shemot/Êxodo 12, na primeira noite de Pessach, durante o Seder (palavra hebraica que significa “ordem” e se refere à refeição ritualística feita pelas famílias).

De acordo com as Escrituras, “todos os israelitas” - sejam estes judeus, efraimitas ou aqueles que se “achegaram”
ao povo - devem observar os preceitos bíblicos, entre os quais, os Moadim (Festas), estejam onde estiverem (e na medida do possível, é claro), pois estes são estatutos permamentes (Shemot/Êxodo 12:14 e 17 e Vaycrah/Levítico 23).

Pergunto:- "se não é para observarmos os Moadim (as Festas) tal como ordena a Bíblia, então, por quê será que o Mashiach/Messias e os seus talmidim/discípulos os observavam? (Vide Matituyahu/Mateus 26:19)

Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua Palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender melhor do que a gordura de carneiros.” 
(I Sh'muel 15:22).

Você quer ter verdadeiramente as bençãos do Eterno?
Então, viva a Sua Torah!


Nenhum comentário:

Postar um comentário